Tags

Leandro da Silva Martins utilizou a Tribuna Popular da Câmara no início da sessão ordinária desta quinta-feira, 11, para falar sobre a violência sofrida pela comunidade LGBT (Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis, Transexuais e Transgêneros) e a instituição do conselho municipal em Sorocaba, que será debatida em audiência pública na Câmara.

Além da exposição do assunto, Martins destacou que a lei de proteção ainda é falha, pedindo o apoio dos parlamentares na promoção do bem-estar de toda a população com políticas públicas apropriadas para a comunidade LGBT.

O orador convidou os vereadores para participarem da audiência pública que será realizada na Câmara, por iniciativa do vereador Fernando Dini (PMDB), no próximo dia 16 de maio, às 19h, quando serão apresentados os projetos do proposto Conselho LGBT Municipal.

Após apresentar um vídeo sobre as dificuldades enfrentadas pela comunidade, o orador falou que durante a vida essas pessoas sofrem bullying, rejeição familiar e dificuldade de acesso ao mercado de trabalho. Ressaltou ainda dados da ONU que apontam um assassinato a cada 24h colocando o país no topo do ranking mundial de violência contra a comunidade LGBT.

“Nós não somos contra a família, somos a favor, pois fazemos parte dela. Somos filhos, muitos somos pais e sim queremos que as famílias sejam unidas”, afirmou. “Não conseguiram nos curar porque nós não somos uma doença. Não conseguiram nos vencer, pois estamos unidos para demonstrar o nosso amor”, completou.

Fonte: Câmara Municipal de Sorocaba

Anúncios