Tags

Sorocaba recebeu nesta segunda-feira (8), a primeira oficina sub-regional para a elaboração do Plano Integrado de Desenvolvimento Urbano (PDUI) da Região Metropolitana de Sorocaba (RMS).

O evento realizado na Fatec Sorocaba reuniu representantes de nove cidades que compreendem a sub-região 3: Sorocaba, Iperó, Araçoiaba da Serra, Votorantim, Piedade, Salto de Pirapora, Tapiraí, Pilar do Sul e São Miguel Arcanjo. Outras duas oficinas estão agendadas. Amanhã (9), a oficina ocorre na Fatec de Tatuí e no dia 11, na FADI de Itu.

Cerca de 100 pessoas participaram da oficina cujo objetivo é propiciar uma ampla discussão regional contribuindo para levantamento, análise e formulação das principais questões a serem abordadas por políticas públicas de caráter metropolitano.

O evento, organizado pela Empresa Paulista de Planejamento Metropolitano (Emplasa) teve o apoio da Prefeitura de Sorocaba, por meio da Secretaria de Relações Institucionais e Metropolitanas.

De acordo com o coordenador do PDUI na região, Felipe Dias, os debates foram pautados em temas abrangentes: Desenvolvimento Urbano e Econômico, Meio Ambiente e Resíduos Sólidos, Mobilidade e Logística, Saúde e Segurança Pública.

Felipe conduziu os trabalhos pautados no Desenvolvimento Urbano e Econômico, que trouxeram como enfoque temas como o turismo, produção rural, regularização fundiária, uso de solo entre outros. “O objetivo é formar um diagnóstico coeso que traga informação atualizada e eficaz para toda a região”, comentou.

O prefeito de Piedade, José Tadeu Resende, eleito vice-presidente do conselho da RMS, enfatizou a importância da integração das cidades.

“Os municípios estavam muito isolados, faltava essa integração e essas oficinas são uma oportunidade a mais; isso é bom para toda região”, comentou. Resende participou dos debates no eixo Meio Ambiente e Saneamento. “Temos que pensar global e agir local; termos mais voz e mostrarmos os nossos problemas para a região e crescer com sustentabilidade de forma ordenada”, comentou.

Nos debates sobre Mobilidade e Logística, o foco das discussões foi a questão do transporte coletivo regional, estruturas de rodovias e escoamento de cargas e abastecimento das cidades.

“O objetivo foi levantar os problemas, ter esse diagnóstico e a partir disso discutir em grupos de trabalho o levantamento de soluções”, comentou o engenheiro José Carlos de Almeida, assessor técnico da Urbes Sorocaba.

Já na área de Segurança Pública, o diretor de área da Secretaria de Estado da Segurança Defesa e Cidadania, Hamilton Paes de Souza lembrou a importância da transparência na divulgação de indicadores criminais e a produtividade policial. Falou ainda na falta de compartilhamento de informações.

“Vimos que isso não é algo que ocorre apenas em Sorocaba, mas na maioria das cidades da região”, frisou. A partir dessa oficina, segundo Hamilton, ficou sugerido à Emplasa a criação de um gabinete de gestão regional para elaboração de um plano regional de segurança pública.

De Sorocaba participaram das oficinas as secretarias municipais de Desenvolvimento Econômico Trabalho e Renda, Habitação e Regularização Fundiária, Segurança e Defesa Civil, Abastecimento e Nutrição, Cidadania e Participação Popular, Planejamento e Projetos e Relações Institucionais e Metropolitanas.

Fonte: Agência Sorocaba de Notícias

Anúncios