Tags

A segunda etapa da prova de vestidos de noiva para o Casamento Comunitário foi de muita emoção, na manhã desta sexta-feira (5), no Teatro Municipal de Sorocaba.

As noivas que participarão do casamento este ano tiveram uma nova oportunidade de escolher o vestido para o grande dia.

O ateliê Rafael Maluzi Alta Costura doou vestidos de noivas e de festas para o Fundo Social de Solidariedade (FSS) emprestar às noivas. O Casamento Comunitário é promovido pela Prefeitura de Sorocaba, por meio do FSS.

A auxiliar de produção, Glenilse Francisco Santos, 38 anos, estava emocionada durante a escolha do vestido que melhor lhe caísse bem no corpo. Ela conta que este é o seu segundo casamento, mas o primeiro em que ela casa vestida de noiva, o que era seu maior desejo. “É o sonho de toda mulher, faz tempo que eu planejava esse momento”, comentou ela, que vive com o companheiro há seis anos e tem quatro filhos do primeiro casamento. Glenilse disse que chegou ao teatro às 8h para pegar senha para poder escolher o vestido. “A prova anterior nenhum vestido me serviu; mas agora eu sabia que daria certo”, comenta.

Quem também saiu realizada do teatro foi a noiva Adriana de Jesus Muniz, 31 anos. Para a escolha do vestido ela contou com a ajuda do filho Vitor Henrique, de 8 anos. “Ele sempre me questionou porque eu não casei com o pai dele antes dele nascer”, comentou Adriana. O garoto também estava feliz por ajudar. “Eu escolhi este azul para ela casar”, falou ele enquanto a mãe separava vestidos de noiva. “O sonho de toda mulher é casar de branco”, completou Adriana. Ela e o companheiro moram juntos há 11 anos e são do Vale do Ribeira. “Eu queria ter casado antes, mas a situação financeira foi o que não tornou possível”, comentou.

Costurando detalhes

A equipe do Fundo Social trabalhou com bastante empenho para realizar o sonho das noivas. E muitas voluntárias também trabalharam (e estão trabalhando) para alinhavar cada detalhe desse momento. É o caso da voluntária da Defesa Civil, Marieta Almeida de Aragão Faria, de 63 anos, que se colocou à disposição das noivas para fazer todos os ajustes necessários nos vestidos.

“Já ajudei em outras edições do casamento, mas é a primeira vez que estou atuando como costureira”, comentou. Marieta comparou o trabalho que realiza como voluntária na Defesa Civil e em campanhas do Fundo Social, ao trabalho dedicado para as noivas.

“Ver o sorriso dessas noivas é como tirar uma pessoa de uma área de risco e proporcionar uma casa nova”, falou Marieta que também já se casou vestida de noiva por duas vezes, a segunda aos 51 anos de idade.

Os vestidos recebidos são emprestados às noivas, que os devolverão para serem usados nas próximas edições do casamento. Este ano, a cerimônia ecumênica será realizada no dia 13 de maio no salão de eventos do Humberto de Campos.
Mais informações podem ser obtidas pelos telefones (15) 3238-2503, 3238-2519 e 3238-2390.

Fonte: Agência Sorocaba de Notícias

Anúncios