Tags

Já encontram-se em estudos na Secretaria da Saúde de Sorocaba medidas para ampliação das práticas integrativas e complementares de saúde a serem ofertadas na rede municipal.

Conforme o titular da pasta, Rodrigo Moreno, o primeiro passo é identificar no funcionalismo municipal os profissionais que já tenham alguma formação ou atuação nessas áreas para a implementação de serviços voltados aos cidadãos.

São consideradas práticas integrativas e complementares as atividades da medicina tradicional chinesa, como a acupuntura, além de homeopatia, yoga, fitoterapia, dança circular, reflexoterapia, entre outras.

“Este foi um pedido que recebemos do prefeito José Crespo e vem ao encontro de um dos nossos objetivos enquanto nova gestão da Saúde que é trabalhar com saúde preventiva e práticas voltadas ao bem estar e equilíbrio físico, mental e emocional das pessoas como políticas públicas de saúde, sem abandonar ou substituir a medicina convencional, mas de forma a complementar e aproveitar os benefícios já reconhecidos dessas práticas, inclusive no meio científico”, salienta Moreno.

Atualmente, a rede municipal da saúde já oferece atendimentos de acupuntura na Policlínica Municipal. O funcionamento deste ambulatório é voltado a pacientes encaminhados pelas Unidades Básicas de Saúde. Já para os servidores públicos, a Prefeitura de Sorocaba oferece a prática semanal da ginástica terapêutica chinesa Lian Gong aos profissionais que atuam no Paço Municipal. O Lian Gong, que quer dizer construir um corpo saudável, vem sendo realizado em um contexto organizacional, como uma prática de saúde, autoconhecimento e qualidade de vida.

Portaria do Ministério da Saúde

O Ministério da Saúde publicou nesta terça-feira (28), no Diário Oficial da União, a Portaria nº 849/2017, que incluiu 14 novos procedimentos à Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares (PICs) do Sistema Único de Saúde (SUS). São tratamentos que utilizam recursos terapêuticos, baseados em conhecimentos tradicionais, voltados para curar e prevenir diversas doenças como depressão e hipertensão.

As práticas incentivadas e aceitas pelo Ministério da Saúde são: homeopatia, Medicina Tradicional Chinesa/acupuntura, medicina antroposófica, plantas medicinais e fitoterapia e termalismo social/crenoterapia, arteterapia, ayurveda, biodança, dança circular, meditação, musicoterapia, naturopatia, osteopatia, quiropraxia, reflexoterapia, reiki, shantala, terapia comunitária integrativa e yoga.

Fonte: Agência Sorocaba de Notícias

Anúncios