Tags

A Comissão Especial da Câmara, criada para discutir a situação atual do abastecimento de água na cidade e propor novas tecnologias que previnam eventuais acidentes com adutoras, visitou nesta quarta-feira, 22 – Dia Mundial da Água – as represas de Itupararanga e do Clemente, como parte do cronograma de trabalho estabelecido pelo grupo.

Esta foi a segunda atividade da Comissão, que é presidida pela vereadora Iara Bernardi (PT) e composta pelos vereadores Fausto Peres (PTN), Hudson Pessini (PMDB) e João Donizeti (PSDB). Na semana passada, o grupo de vereadores deu início aos trabalhos com uma reunião na Estação de Tratamento de Água (ETA) do Cerrado.

A visita às represas foi acompanhada pelo vice-presidente da Associação dos Engenheiros e Arquitetos de Sorocaba (AEAS), Luiz Francisco da Silva; por representantes do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE); por membros da Secretaria de Meio Ambiente; e por servidores da Defesa Civil.

Na represa de Itupararanga, os vereadores percorreram toda extensão da barragem para conhecer o processo de abastecimento desde o início. Em seguida, o grupo se dirigiu à represa do Clemente e vistoriou áreas que, no passado, já registraram acidentes com adutoras. No local, telas, cabos e pinos de aço foram implantados com o objetivo de conter possíveis deslizamentos de pedra que possam atingir as adutoras. Além disso, a Comissão identificou uma obra recente em um dos trechos que, segundo os representantes do SAAE, faz parte do trabalho de prevenção da autarquia.

“Em 2004, quando uma dessas adutoras se rompeu, ficou clara a necessidade de um trabalho preventivo. O objetivo da nossa Comissão é justamente propor ações que antecipem incidentes como o de 2004 e o deste ano, que desabasteceu e prejudicou milhares de pessoas”, disse a presidente da Comissão, vereadora Iara.

Ainda de acordo com a parlamentar, as ações do grupo devem se estender a outros setores da sociedade a fim de pensar em conjunto soluções viáveis para o problema. “Já agendamos visitas e reuniões com órgãos e técnicos da área, para que eles nos auxiliem na produção do relatório. O trabalho dessa Comissão vai muito além da fiscalização, queremos propor sugestões e encaminhamentos”, finalizou.

Fonte: Câmara Municipal de Sorocaba