Tags

A rede de atenção psicossocial de Sorocaba terá mais 14 Residências Terapêuticas e um Centro de Atenção Psicossocial (Caps), permitindo a alta de todos os sorocabanos que se encontram internados em hospitais psiquiátricos da cidade e da região.

O comunicado oficial foi feito nesta sexta-feira (17), ao coordenador de saúde mental, álcool e outras drogas do Ministério da Saúde, Quirino Cordeiro Júnior, durante reunião mensal de discussão do Termo de Ajuste de Conduta (TAC) da Saúde Mental, realizada em Sorocaba.

A reunião foi na sede do Departamento Regional de Saúde (DRS-16), com representantes da Secretaria de Estado da Saúde, Secretaria da Saúde de Sorocaba, Coordenação Municipal da Saúde Mental, Ministério Público Estadual e Ministério Público Federal, representante do Conselho dos Secretários de Saúde do Estado de São Paulo (Cosems) e dos municípios participantes do TAC.

Empossado há três semanas na coordenadoria nacional, Cordeiro explicou que fez questão de participar pessoalmente do encontro em Sorocaba para se inteirar das medidas que estão sendo tomadas para o processo de desinstitucionalização na região. Disse ainda estar ciente das dificuldades inicialmente encontradas para articular as redes de atenção para o cumprimento do TAC, mas que já observou haver boa vontade atualmente para que o processo tenha continuidade e seja efetivamente cumprido sem que haja desassistência dos pacientes.

“No início, eram mais de dois mil moradores dos hospitais psiquiátricos e essa dificuldade era natural. O Ministério da Saúde tem acompanhado o processo e observa haver um avanço no sentido de dar continuidade e efetivamente destinar os pacientes para a rede de assistência psicossocial, garantindo a ressocialização de fato”, ressalta o coordenador.

Representando Sorocaba, participaram do encontro, técnicos da Secretaria da Saúde que estão atuando diretamente no processo de desinstitucionalização e membros do Conselho Municipal da Saúde. Em nome do município, a fala na reunião foi da coordenadora municipal de Saúde Mental, Fernanda Biudes. Ela fez uma apresentação sobre a situação atual da rede, sobre as altas que estão ocorrendo no Polo de Desinstitucionalização Vera Cruz e anunciou que estão sendo elaborados os editais de chamamento para a abertura de 14 novas RTs, com 140 vagas, e um novo Caps III. “O edital do Caps será publicado nas próximas semanas e o das residências também está em fase de elaboração”,  destacou.

Com essas medidas, poderão deixar o Hospital Vera Cruz os 101 moradores considerados de Sorocaba, que são sorocabanos ou que, devido à classificação de abandonados, foram adotados pelo município. Também serão atendidos pelas novas RTs os 38 sorocabanos que se encontram internados em outros hospitais psiquiátricos da região. Atualmente Sorocaba conta com 26 Rts  com 240 moradores, além de dois Caps AD III, dois Caps III e 3 Caps IJ. Já o Hospital Vera Cruz possui 270 moradores, sendo 169 de outras localidades, da região e até de outros estados.

Fonte: Agência Sorocaba de Notícias

Anúncios