Tags

A Secretaria da Saúde de Sorocaba reuniu coordenadores, médicos e chefias do serviço de urgência e emergência nesta sexta-feira (10) para um treinamento sobre dengue, febre amarela, zika e chikungunya.

O encontro aconteceu na Escola de Gestão Pública e abordou atualização de dados e informações sobre as quatro arboviroses, com maior aprodundamento sobre a febre amarela que não era uma doença de risco nos últimos anos, mas tem se espalhado rapidamente pelo Brasil.

O conteúdo incluiu discussão de quadros clínicos e a especificação de cada doença, orientações sobre os protocolos de atendimento e notificação, além de critérios para vacinação. O treinamento foi conduzido pela enfermeira Solange Ismerin, da equipe gestora da Secretaria da Saúde e contou ainda com a médica da Vigilância Epidemiológica, Priscila Helena dos Santos e a enfermeira Daniela Malaquias, supervisora da área de imunização.

O ciclo de treinamentos sobre arboviroses começou em fevereiro com equipes da rede de atenção básica. O objetivo, segundo Solange, é manter os profissionais de saúde atualizados e atentos às doenças que, historicamente, apresentam aumento de casos no primeiro semestre do ano. “O avanço das arboviroses está relacionado à presença do vetor, que é o mosquito Aedes aegypti. Além de combatê-lo em todas as casas de Sorocaba, precisamos que a rede de saúde esteja preparada para identificar casos suspeitos e fazer o atendimento adequado”, frisa a gestora.

Esse cuidado é redobrado quanto à febre amarela por ser uma doença emergente no Brasil, já tendo provocado óbitos em várias regiões. “Não é uma doença da nossa rotina, mas é uma preocupação atual, o que justifica esse chamado para treinamento e discussão também com equipes das unidades de urgência e emergência”, destaca a enfermeira.

Desde o início do ano, outras ações de combate à dengue e às outras arboviroses foram adotadas pela Secretaria da Saúde. Uma delas é a ampliação dos agentes de controle de endeminas com a abertura de 39 vagas, atualmente em fase de preenchimento. Também já foram realizadas a revisão e divulgação do plano de contingência das arboviroses para a temporada 2017 e ampliação da equipe técnica da Vigilância Epidemiológica.

Fonte: Agência Sorocaba de Notícias

Anúncios