Tags

O prefeito José Crespo homenageou, na tarde desta sexta-feira (03), com o título de “Visitante Ilustre”, por meio de Decreto Municipal, o ministro tenente-brigadeiro do ar Cherubim Rosa Filho.

Sorocabano de nascimento, Rosa Filho atualmente mora em Brasília, mas em visita à cidade afirmou que tem orgulho de ser nascido no município governado por Crespo. “Eu nunca neguei minha origem. É com orgulho que sou um caipira de Sorocaba que chegou a ministro tenente-nrigadeiro”.

José Crespo ressaltou que o homenageado é referência para o povo sorocabano, um exemplo de jovialidade, força e vontade de viver. Na cerimônia, o prefeito fez a leitura do Decreto Municipal e entregou o Brasão de Sorocaba a Cherubim Rosa Filho.

O Decreto foi assinado pelo prefeito e secretários municipais Hudson Zuliani (Gabinete Central), Eric Vieira (Assuntos Jurídicos e Patrimoniais – interino) e Eloy de Oliveira (Comunicação e Eventos). Estiveram presentes o Cel. PM Antônio Valdir, o presidente de honra da Fundação Ubaldino do Amaral, Laelso Rodrigues; e o presidente do Instituto Histórico, Geográfico e Genealógico de Sorocaba Adilson Cesar, que comentou: “uma homenagem como essa é importante, pois nada melhor do que exaltar a pessoa em vida. Um filho exemplar da terra, cuja existência deve ser lembrada e reconhecida por todas as gerações”.

Durante o evento, o grupo teve a oportunidade de conversar sobre educação, tecnologia, comportamento, aviação, valores, disciplina, ética e juventude. “O passado existiu, faz parte da história, mas temos que viver o presente, as inovações da sociedade, pois o passado não volta mais, a nossa geração foi da transição, hoje vivemos o período da informação”, comentou o tenente-brigadeiro.

Cherubim Rosa Filho

Cherubim Rosa Filho nasceu em Sorocaba dia 11 de setembro de 1926. Em 04 de abril de 1945, durante a Segunda Guerra Mundial, ingressou na antiga Escola de Aeronáutica do Campo dos Afonsos. Na década de 1950 exerceu atividade na aviação de caça.

Em 1960, organizou curso de Suprimento Técnico na antiga Escola de Oficiais Especialistas da Aeronáutica, em Curitiba. De 1961 a 1964, foi instrutor da Escola de Aperfeiçoamento de Oficiais da Aeronáutica, na Base Aérea de Cumbica. De 1964 a 1968, retornou ao voo operacional no 5º Grupo de Aviação, em Natal. Em 1968, novamente foi selecionado para, no Panamá, ser instrutor convidado da USAF na IAAFA (Academia Interamericana da Força Aérea), tendo permanecido nessa função até 1970. Em 1971, face à nova estratégia da Força Aérea de utilizar ao máximo o princípio da mobilidade, foi designado para implantar, em Santa Maria, no Rio Grande do Sul, um núcleo de base que servisse ao desdobramento da Força Aérea no Cone Sul e apoiasse unidades de aviação para Operações Aérea Especiais.

De 1971 a 1974, construiu e organizou a base, tendo sido o seu primeiro comandante. Cursou, a seguir, a Escola Superior de Guerra e, selecionado, lá permaneceu até 1975 como integrante do seu corpo permanente. De 1976 a 1977, foi Chefe do Estado-Maior do Comando de Transporte Aéreo. De 1977 a 1978, foi Chefe do Estado-Maior do Comando Aeronáutico.

Em 1978, recebeu a missão de Oficial de Operações do Comando Geral do Ar, ficando encarregado de, no nível mais alto, preparar e coordenar as operações da Força Aérea Brasileira. Em 1979, foi promovido a Brigadeiro-do-Ar, designado para a 1ª Subchefia do Estado-Maior da Aeronáutica – sua missão era de coordenar os grandes comandos, departamentos e diretorias, a fim de assessorar o Chefe do Estado-Maior nas suas grandes decisões.

Em 1980, já na 2ª Subchefia do Estado-Maior da Aeronáutica (Planejamento Militar), recebeu encargo de estudar e atualizar a doutrina e a estratégia da Força Aérea Brasileira. No início de 1981, foi nomeado Comandante da Academia da Força Aérea.

Em 1982, foi promovido a Major Brigadeiro, designado Diretor de Administração de Pessoal da Aeronáutica. Em 1984, recebeu a missão de Comandante do 3º Comando Aéreo Regional, sediado no Rio de Janeiro. Em 1985, foi designado para a vice-chefia do Estado-Maior da Aeronáutica, promovido a Tenente-Brigadeiro-do-Ar e recebeu o cargo de Diretor-Geral do Departamento de Pesquisas e Desenvolvimento. Em 1986, assumiu o Comando-Geral do Ar (COMGAR). Em 1989, foi elevado, por escolha do então Ministro da Aeronáutica, a Chefe do Estado-Maior da Aeronáutica.

Fonte: Agência Sorocaba de Notícias

Anúncios