Tags

Na tarde desta quarta-feira (01) o prefeito José Crespo recebeu representantes das dez escolas de samba que desfilaram neste ano no Carnaval de rua de Sorocaba. Reunidos no Salão de Vidro do Paço Municipal os sambistas foram agraciados pelo prefeito com os troféus pela sua participação no desfile de rua.

Acompanhado do secretário de Cultura e Turismo, Werinton Kermes, o prefeito frisou a importância do carnaval enquanto elemento artístico e cultural, bem como o seu valor histórico e financeiro. Reconheceu ainda a importância da parceria firmada entre as escolas e a Secretaria de Cultura, o que possibilitou que Sorocaba tivesse uma festa bonita e completa, ainda que sem o repasse de recursos públicos.

“Muitas cidades cancelaram seus eventos de carnaval devido à crise financeira. Nós conseguimos com poucos recursos fazer quase trinta atividades e levar alegria a um público diversificado, promovendo entretenimento e cultura, resgatando valores”, destacou o secretário. Em Sorocaba o carnaval teve como tema a Família e foi sob essa ótica que a Secretaria de Cultura e Turismo construiu todas as suas ações.  “Só fizemos tudo isso porque o prefeito tem o compromisso e a compreensão de tratar a cultura com respeito e atenção”, ressaltou Kermes.

Já o prefeito apontou que a cultura é algo essencial, representativo das necessidades e da constituição dos povos. “O carnaval não poderia deixar de ser realizado como aconteceu no ano passado, seria inadmissível. Nós vamos manter nos próximos anos a programação dessa festa, levando para o restante do nosso governo a experiência que tivemos em organizar e fazer um evento tão diferente”, reforçou Crespo.

O prefeito ainda apontou que, em momentos de crise, sempre a área da cultura e do esporte são as mais afetadas.  “É preciso romper esse ciclo; temos que tratar todas as áreas e frentes com respeito. Esse foi o carnaval mais familiar e tranquilo que já tivemos na história, o melhor carnaval de todos os tempos”, disse o prefeito aos presentes.

Luizão, da Escola de Samba Gaviões da Fiel, ressaltou que todos estão de parabéns, mas que sem o apoio da Prefeitura e da Secretaria de Cultura, a festa não teria acontecido e Sorocaba teria perdido muito culturalmente.  “Eu sei o que vocês, das demais escolas de samba, passaram, eu sei, pois sofri junto, embora chegando só agora. Estamos todos de parabéns e tenho que agradecer a cada um de vocês, ao secretário de Cultura e ao prefeito”, comentou empolgado.

“Estávamos todos desanimados com o que aconteceu no governo passado, prometeram para mim que, àquela época era o presidente da Liga, e não cumpriram com a obrigação. Nós só queríamos a estrutura, a mesma coisa que fizemos esse ano, não queríamos verbas. Este ano, com Crespo, ele fez, e nós mostramos que era possível e estamos felizes por termos sido reconhecidos. Com o diálogo com o secretário de Cultura é possível já organizarmos um bom carnaval a partir de agora, vai ser um espetáculo em 2.018”, explanou José Carlos dos Santos, o Santão, dos mais conhecidos sambistas sorocabanos, dirigente da escola de samba 28 de Setembro.

O secretário de Cultura ainda justificou que manterá o compromisso assumido com as escolas para começar a planejar o Carnaval de 2018 já a partir dos próximos dias. O carnaval de 2.017 teve um custo estimado em R$ 155.000,00, com a organização de quase trinta atividades; em 2.016 a Prefeitura não realizou atividades, no ano anterior, 2.015. o custo foi de R$ 785.261,00, isso para apenas uma ação, o desfile das escolas.

As escolas participantes foram: Mocidade Independente; Unidos da Zona Norte; Império do Parque das Águas; Carinhosa da Nova Esperança; Planeta Negro; Unidos do Cativeiro; Gaviões da Fiel; Estrela da Vila; Furiosa Real e 28 de Setembro.

Fonte: Agência Sorocaba de Notícias

Anúncios