Tags

O presidente da Câmara Municipal, vereador Rodrigo Manga (DEM), participou, na manhã desta terça-feira, 31, da solenidade de reabertura da porta principal do Palácio dos Tropeiros, que permaneceu fechada por mais de uma década para o acesso do público.

Além do prefeito José Crespo (DEM), de quem partiu a decisão de proceder à reabertura do Paço Municipal, também participaram da solenidade a primeira-dama Lilian Crespo e o líder do governo na Câmara, vereador Fernando Dini (PMDB), além de secretários municipais e do ex-prefeito Luis Francisco da Silva.

“Essa é uma ação simbólica, em que a Prefeitura abre literalmente as portas para a população. Fico feliz de poder participar desse momento, que tem muito em comum com o que estamos fazendo na Câmara Municipal, que é abrir a Casa para os sorocabanos”, afirmou o presidente da Câmara Municipal durante a solenidade. Rodrigo Manga destacou iniciativas de sua gestão à frente da Casa, como a “Escola do Legislativo”, o Programa “Câmara de Bairro em Bairro” e os “Arrastões da Saúde”, que, segundo ele, têm como objetivo aumentar a participação popular nas atividades do Legislativo em busca de soluções para os problemas da cidade.

O vereador Fernando Dini também fez uso da palavra e destacou que a abertura da porta do Palácio dos Tropeiros mostra o acolhimento da população por parte do atual governo municipal. “Tanto a Prefeitura quanto a Câmara estão mostrando muita dedicação e empenho nesses primeiros dias de governo e a população só tem a ganhar com isso”, afirmou Fernando Dini. Já os vereadores Vitor Alexandre Rodrigues, o Vitão do Cachorrão (PMDB), e Fausto Peres (PTN) foram representados no evento por seus assessores.

Após os discursos iniciais, a porta foi aberta pelo prefeito José Crespo, acompanhado de secretários municipais e servidores da Prefeitura, que puderam acompanhar toda a cerimônia. Com a reabertura da porta principal, a Prefeitura instalou um balcão de entrada que contará, diariamente, com duas recepcionistas para orientar o público na chegada ao Paço Municipal. Também foram modernizadas as placas indicativas nos corredores, que passarão a contar também com sinalização tátil para facilitar o acesso de deficientes visuais. “A ideia é que no futuro possamos oferecer, até mesmo, uma visitação guiada pelo prédio”, disse o prefeito José Crespo.

“Razões de segurança” – De acordo com secretário de Licitações e Contratos, Alexandre Robim, o acesso principal ao Paço havia sido fechado por razões de segurança. “As brisas, placas de concreto que servem para proteger do sol e vento, que ficavam sobre a rampa de entrada, apresentavam deterioração e não poderiam ser restauradas. Por isso, naquele momento, ainda no governo do ex-prefeito Renato Amary, a porta principal teve de ser fechada para evitar acidentes”, lembra o secretário. Hoje, porém, a situação é diferente. “Com o passar do tempo, essas peças danificadas foram sendo retiradas e hoje não havia mais motivo para manter esse acesso fechado”, explica.

Outro motivo para que as portas permanecessem tanto tempo fechadas foi para evitar manifestações nas áreas internas da Prefeitura. “Por isso, esse simbolismo de abrir as portas, pois fechá-las era um ato contra a democracia. É livre o direito de manifestação da população e, quando há excessos, esses é que devem ser coibidos”, ressaltou José Crespo ao justificar a abertura da porta. O prefeito destacou ainda o resgate arquitetônico do prédio. “Tudo aqui foi concebido com uma função e a entrada por esse acesso principal também”, diz Crespo, lembrando que a galeria de fotos dos ex-prefeitos fica localizada logo ao lado da entrada.

O ex-prefeito Luiz Francisco da Silva emocionou-se ao lembrar da época em que administrou a cidade. “Eu ficava nessa entrada, toda segunda-feira, para receber a população. Fui surpreendido quando soube do fechamento, mas agora a porta do Paço Municipal se abre novamente e eu estou muito emocionado”, contou o ex-prefeito, que administrou a cidade em 1984, como vice-prefeito de Flávio Chaves.

Fonte: Câmara Municipal de Sorocaba