Tags

,

Após a aprovação em plenário do Plano Municipal para a Primeira Infância 2016-2026, a presidente do Fundo Social de Solidariedade de Sorocaba, a professora e primeira-dama Maria Inês Moron Pannunzio, a pedido do presidente da Casa, vereador José Francisco Martinez (PSDB), usou a tribuna para falar sobre o plano, quando agradeceu aos vereadores a sua aprovação em primeira discussão.

“Ficamos mais de dois anos estudando as questões que envolvem as crianças de zero a seis anos no município. O objetivo é oferecer um atendimento integral à infância”, afirmou a professora Maria Inês, que, como primeira-dama, atua voluntariamente em prol da educação.

“Esse plano foi elaborado numa ampla discussão com a sociedade e o comitê que elaborou o plano está aberto para responder todos os possíveis questionamentos que ele venha a suscitar”, afirmou Maria Inês Pannunzio. Por sua vez, o presidente da Casa agradeceu o trabalho voluntário da primeira-dama em prol da educação. “Cada vez mais me empolga sua capacidade técnica e de comunicação”, afirmou José Francisco Martinez. Também o vereador Waldecir Morelly (PRP) parabenizou a primeira-dama pelo trabalho que desenvolve em benefício das causas sociais, especialmente a atenção ao idoso na região do Bairro Vitória Régia.

Plano para infância – De autoria do Executivo, o Projeto de Lei nº 234/2016 – aprovado nesta quinta-feira, 1º, em primeira discussão – institui o Plano Municipal pela Primeira Infância para o Decênio 2016-2026. Anexo ao projeto de lei, o referido plano visa orientar as ações do governo e da sociedade civil na defesa, promoção e realização dos direitos das crianças de zero a seis anos de idade. Criado pelo Decreto nº 21.749, de 22 de abril de 2015, o Comitê Municipal pela Primeira Infância – que liderou as discussões sobre o plano – é composto por representantes do poder público, da sociedade civil e do Fundo Social de Solidariedade de Sorocaba, presidido pela professora Maria Inês Moron Pannunzio, primeira-dama do município.

Com 110 páginas e ilustrado por desenhos de crianças, o Plano Municipal pela Primeira Infância 2016-2026 faz um diagnóstico da situação das crianças de zero a seis anos no município, apresentando diversos indicadores sociais, educacionais e de saúde ao longo de 53 páginas, e, em seguida, estabelece ações nas áreas de Educação Infantil, Saúde da Criança, Direito de Brincar, Assistência Social, Atendimento à Diversidade e Violências. Entre as ações, destacam-se a ampliação da oferta da educação infantil em creche, garantindo o atendimento de 100% da demanda até o final da vigência do plano, e a busca ativa de gestantes para a realização do pré-natal, propiciando a elas, no mínimo, sete consultas durante a gestação.

Fonte: Câmara Municipal de Sorocaba