Tags

Nesta sexta-feira (3), representantes das forças de segurança locais participaram de uma reunião no Salão de Vidro do Paço Municipal para alinhar os detalhes da operação de revezamento da Tocha Olímpica, que acontece em Sorocaba no dia 17 de julho.

No quarto encontro do grupo que compõe a força-tarefa, funcionários das secretarias de Esporte e Lazer (Semes), Serviços Públicos (Serp), Cultura (Secult), Educação (Sedu), Saúde (SES), Meio Ambiente (Sema), Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae) e Urbes – Trânsito e Transportes puderam discutir com as autoridades da Polícia Militar, Guarda Civil Municipal (GCM), Corpo de Bombeiros, Polícia Civil, Marinha, Tiro de Guerra e 20º Distrito Escoteiro sobre as atribuições de cada órgão, logística dentro do percurso e demais assuntos relevantes para a segurança.

De acordo com o chefe de Divisão de Eventos Esportivos da Semes, José Renato Salia, a intenção das reuniões é de checar os mínimos detalhes para promover um evento bem organizado. “Todos estão engajados, pois este será um marco histórico para Sorocaba. Queremos que a passagem do símbolo olímpico seja feita de forma alegre, tranquila e segura, visando à segurança total para os condutores da tocha e também para os espectadores”, afirma.

As instituições farão suporte ao evento assim que o comboio da tocha chegar a Sorocaba, dando reforço para a operação encabeçada pela Força Nacional de Segurança Pública.

A 44 dias da passagem por Sorocaba, a chama das Olimpíadas será carregada por 62 condutores, percorrendo um trajeto de aproximadamente 12 quilômetros entre locais que envolvem grande concentração de pessoas e pontos turísticos. Seu percurso será finalizado com a chegada ao Estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ), no dia 5 de agosto.

Fonte: Agência Sorocaba de Notícias

Anúncios