Tags

,

A CPI da Fila, presidida pelo líder do DEM na Câmara, José Crespo, começa o trabalho, nesta terça-feira (31), ouvindo o secretário Toni Silveira, que responde pela pasta da Habitação e Regularização Fundiária, e as pessoas que se sentiram prejudicadas no episódio.

A reunião de oitivas se inicia às 12h15, tão logo termine a sessão ordinária. As pessoas que foram obrigadas a passar noites ao relento poderão fazer suas queixas e tirar dúvidas diretamente com o secretário. O encontro será transmitido ao vivo pela TV Legislativa.

A CPI foi proposta pelo líder do DEM e instalada na terça-feira (24) em razão das dificuldades enfrentadas pelas pessoas para fazer o novo cadastro habitacional, que o vereador e os outros oito colegas que apoiaram a iniciativa, entendem como desnecessário.

José Crespo vai mais longe: para ele, soa como estranho que a titular da Secretaria de Habitação, Júlia Galvão Andersson, que não é candidata nas eleições deste ano, tire férias neste período do cadastro e deixe à frente da pasta um funcionário que é candidato a vereador.

A referência é ao diretor de Área Francisco Carlos Rodrigues, que se intitula Chico da Habitação em suas páginas no facebook. “Vamos apurar essa questão, porque a Prefeitura não pode beneficiar nenhum candidato de nenhum setor do Executivo”, afirmou Crespo.

O líder do DEM entende que, além do benefício ao candidato da secretaria, houve danos aos cidadãos com a realização do novo cadastro, pois ele não era necessário e, caso fosse, deveria ter sido feito pela internet para não causar transtorno aos cidadãos e ao trânsito.

Entre os dias 16 e 25 deste mês, as pessoas que tinham de fazer o cadastro ficaram ao relento, sem proteção e sem banheiro. Além disso, as ruas próximas ao prédio da Secretaria de Habitação e Regularização Fundiária, na região central, ficaram congestionadas.

Fonte: Câmara Municipal de Sorocaba

Anúncios