Tags

O presidente da Comissão de Habitação da Câmara, vereador Helio Godoy (PRB), passou toda a noite e madrugada (de domingo para segunda) com as famílias que ficaram na fila da inscrição para programa habitacional, na avenida Afonso Vergueiro.

“O que vimos é lamentável: centenas de pessoas que ficaram desde o início da noite enfrentando o frio e a chuva, sem assistência.

Até para usar o banheiro tiveram de recorrer a postos de gasolina das imediações, pois o local estava fechado e sem acesso aos banheiros públicos”, diz o parlamentar, que foi ao local depois de receber muitos chamados de munícipes que acompanharam o seu trabalho na Secretaria de Habitação.

“Como não conseguíamos contato com a Prefeitura, recorremos ao deputado Vitor Lippi, para intervir junto ao Governo Municipal, e também ao comandante da Guarda Municipal e ao diretor da Urbes para que providenciassem alguma infraestrutura e organizassem o trânsito na avenida”, diz Godoy.

Desde a semana passada, com a anuência dos demais membros da Comissão de Habitação (vereadores Izídio de Brito (PT) e Wanderley Diogo (PRP)), Helio Godoy vinha acompanhando e solicitando mais atenção da Prefeitura em relação às centenas de pessoas que procuraram a unidade descentralizada da Secretaria para fazer a inscrição. Primeiro, foram solicitadas melhorais na infraestrutura (como máquinas copiadoras) e reforço na equipe de atendimento. Depois, prorrogação do prazo. “Muita gente idosa ou com criança de colo passando a noite na chuva e no frio, sem saber se sua documentação estava correta, só para pegar uma senha para retornar outro dia. Tudo pela falta de orientação tão necessária para estas pessoas simples que procuram por moradia popular”, lamenta Godoy.

“Ao abrir a oportunidade para novas inscrições para as unidades remanescentes do Altos do Ipanema 2, a Prefeitura sabia que há milhares de famílias cadastradas que ainda não foram sorteadas. Seria de se esperar este grande afluxo de pessoas.

O local deveria ser outro, como as Casas do Cidadão ou mesmo o Ginásio de Esportes, com a fixação de grandes cartazes informando os pré-requisitos para a inscrição. Infelizmente, isso não foi feito, o que acabou gerando, em vez de contentamento com a possibilidade de ser sorteado, muita reclamação e revolta, um sentimento de abandono pelo Poder Público para estes que sonham com a casa própria”, enfatiza o vereador.

Fonte: Câmara Municipal de Sorocaba

Anúncios