Tags

,

O promotor de Justiça Orlando Bastos Filho arquivou a representação de autoria do vereador Caldini Crespo (DEM), que havia apontado suposto exercício ilegal de advocacia por parte do secretário de Governo e Segurança Comunitária de Sorocaba, João Leandro da Costa Filho, em pelo menos 10 ações judiciais, movidas antes e depois dele ingressar no Paço.

Sem indícios ou provas – No despacho, de 11 páginas, o promotor é taxativo em afirmar não haver indícios ou provas capazes de fazer com que a representação seja acatada. Ainda no documento, Orlando Bastos desqualifica a desconfiança de Crespo e sugere, inclusive, que tal ato pode ser configurado como “flagrante constrangimento ilegal de cidadão representado”.

Preferiu o silêncio – O vereador Caldini Crespo foi procurado por esta coluna, formalizado a pedido de sua assessoria em seu e-mail pessoal e de sua assessoria de imprensa, para se manifestar sobre o assunto, mas desde sexta-feira à tarde não respondeu aos questionamentos.

Fonte: Jornal Cruzeiro do Sul

Anúncios