Tags

O vereador Fernando Dini (PMDB) fez uma visita surpresa à nova unidade do Samu em Sorocaba, na Rua Aparecida, no Bairro Santa Rosália, com o objetivo de conhecer as dependências e estruturas do local. A visita foi feita na manhã de quarta-feira passada, 30.

Em um primeiro momento, o parlamentar lamenta que a transferência se deu em uma época em que o Samu mais atenderia e teria trabalho e observa que a situação pós-mudança ainda é totalmente precária. “Além disso, pelo que parece, eles estariam trabalhando em desconformidade com a regulamentação federal. Se isso for confirmado, corre-se o risco, em situações extremas, de até perder o repasse mensal que é feito para unidade”, diz.

Um dos principais pontos abordados por Dini foi a vulnerabilidade já encontrada na entrada da unidade. “A Central de Atendimento fica logo na entrada, com janelas e portas sem grades que dão acesso à rua. Os funcionários, médicos e bombeiros que dão plantão na unidade ficam expostos a qualquer risco”, explica.

Fernando Dini ressaltou, ainda, que o barulho constante do trânsito da Rua Aparecida atrapalha o atendimento feito pela central. “É necessário que técnicos visitem o local para fazer as adequações necessárias. O ar condicionado da sala funciona de forma irregular, segundo os próprios funcionários, e as cadeiras em que eles permanecem sentados por horas para fazer o atendimento, por exemplo, estão velhas, impróprias para o trabalho e precisam ser trocadas o quanto antes”, afirma o parlamentar.

Dini também reivindicou uma melhor estrutura dos banheiros existentes – inclusive que estão sem acessibilidade – e da sala de conforto médico, que serve para os funcionários que muitas vezes dão plantão de até 24 horas. “Na minha opinião, a mudança da unidade do Samu deveria ser para um local mais apropriado, para que os trabalhadores que ali prestam seus serviços atuem em conformidade não somente com a regulação da lei, mas também de maneira confortável para que possam dar o melhor atendimento possível”, explica.

O vereador ainda ressalta que fará um relatório a ser entregue ao prefeito Antônio Carlos Pannunzio. “Vamos acompanhar todo o processo de perto para garantir que os direitos desses trabalhadores sejam contemplados e o serviço à população seja feito de forma plena”, finaliza.

Fonte: Câmara Municipal de Sorocaba

Anúncios