Tags

,

Sete dos 10 pacientes do setor de psiquiatria da Santa Casa de Sorocaba não receberam visitas de seus familiares nos últimos sete dias.

A situação preocupa a direção do hospital, que aponta o convívio familiar como um dos principais elementos do tratamento psiquiátrico e de fundamental importância para viabilizar o retorno dos internos para casa.

Além disso, um agravante é a falta de produtos básicos para os pacientes, como roupas e objetos de higiene pessoal, provocada pela ausência de vários dias dos familiares.

Apesar do estímulo às visitas diárias, o coordenador da unidade de Saúde Mental da Santa Casa de Sorocaba, João Baptista Laurito Júnior, explica que a situação não é novidade no hospital.

“Isso vem de longa data. Temos pacientes que estão sem visitas há mais de 10 dias e isso tem um impacto sério no tratamento. Ficamos tentando explicar o inexplicável para eles”, lamenta.

Ele não generaliza, mas admite que há a suspeita de famílias que agem de forma deliberada omitindo apoio. “Chegamos a suspeitar até que internações sejam provocadas nessa época do ano, onde era de se esperar o sentimento de solidariedade.”

Fonte: Jornal Cruzeiro do Sul

Anúncios