Tags

A Caravana da Alegria, que se dedica a divulgar a música sertaneja de raiz na região de Sorocaba, foi homenageada com votos de congratulações pela Câmara Municipal de Sorocaba em sessão solene realizada na noite de sexta-feira, 27.

A iniciativa da homenagem foi do vereador Anselmo Neto (PP), que ressaltou os relevantes serviços prestados pelo grupo à cultura regional.

Além do vereador Anselmo Neto, a mesa de honra da solenidade foi composta pelo vereador Waldecir Morelly (PRP), Silvana Rolim, Pedro Paulista e o casal Carlos dos Santos Rosa e Maria Antônia Martins Rosa, que recebeu homenagem especial devido aos 30 anos de dedicação ao grupo, do qual foram idealizadores e fundadores.

O evento contou com apresentações musicais das duplas Paulo Rossi & Lu Miranda, acompanhada por Pedrinho ao violão; Carlos & Maria, acompanhada por Ulisses Gaiteiro; Asa Branca & Andorinha; Pedro & Paulo; Pedro Paulista & Carrerito; Marquinhos da Viola & Eli Wagner dos Santos, além do próprio Coral da Caravana da Alegria.

Em seu discurso, Anselmo Neto ressaltou que é importante reconhecer o valor daqueles que fazem música como forma de expressão e não como produto comercial. “A música sertaneja de raiz tem esse nome porque sai do fundo do peito. Ser sertanejo raiz é falar o que o coração pede, é cantar o que a alma diz. A raiz é boa porque ela segura o fruto que vem, a árvore que cresce. A raiz tem dois sentidos: o primeiro, levar o alimento para a árvore; o segundo, segurá-la, quando vem a tempestade. A Caravana da Alegria só chegou aos 30 anos de existência porque tem uma raiz forte”, discursou o vereador.

Origens da Caravana – O vereador Waldecir Morelly também discursou na solenidade, lembrando-se do tempo de infância, na roça, em que ouvia, no radinho de pilha, duplas como Tonico & Tinoco, Tião Carreiro & Pardinho, Lio & Léo, entre outras. “Que bom poder homenagear pessoas ligadas à música e que defendem essa cultura maravilhosa”, afirmou Morelly. Em nome do grupo, Marlene Lopes Messias agradeceu a homenagem e contou a história da Caravana da Alegria, um grupo aberto, criado pelo casal Carlos dos Santos Rosa e Maria Antônia Martins Rosa, que se reúne periodicamente para promover a música de raiz.

Carlos Rosa nasceu em Capela do Alto e, desde os sete anos de idade, trabalhava no sítio de seus pais, vendendo frutas e legumes. Maria Rosa, que também nasceu em Capela do Alto, começou a trabalhar por volta dos 12 anos, como embaladeira de laranja em uma fazenda. Ambos não perdiam as cantorias da cidade, como as festas de São Gonçalo e rezas de terço. Carlos e Maria se casaram já em Sorocaba, onde ele trabalhava na Fábrica Santa Rosália.

O casal morou no primeiro ano de casado na Vila Haro e, depois, construiu casa própria na Vila Almeida, onde reside até hoje. Por meio da Caravana da Alegria, o casal conheceu várias duplas atuantes na Rádio Cacique de Sorocaba e participa como jurado em festivais de música sertaneja. A Caravana da Alegria também canta em hospitais e outras instituições beneficentes.

Fonte: Câmara Municipal de Sorocaba

 

 

 

Anúncios