Tags

A partir das 19h desta quinta-feira, dia 15 de outubro, as 464 famílias que compõem o grupo de habilitados à ocupação do residencial Parque da Mata, instalado na região do Jardim Maria Eugênia, Zona Norte da cidade, serão orientadas acerca do processo de escolha de suas novas casas. O encontro acontecerá no Ginásio Municipal de Esportes, na rua Duarte da Costa, 50, na Vila Hortência.

O encontro antecede à escolha dos 320 imóveis, marcada para o sábado, dia 17 de outubro, no próprio local de instalação do residencial. O procedimento é padrão, de caráter socioeducativo, pois além de explicitar aos sorteados os mecanismos que regem a escolha, facilitam a socialização entre os futuros moradores.

Segundo a chefe da Divisão de Planejamento e Desenvolvimento Sócio Habitacional, Bianca Marchesin Bottosso, da Sehab, “é neste encontro que os futuros moradores têm a oportunidade de esclarecer as dúvidas quanto à escolha do imóvel, o uso coletivo dos espaços, as regras de convivência e, ainda, compreender o conceito de condomínio”.

O residencial

O “Parque da Mata” terá vinte blocos com dezesseis apartamentos cada. Cada pavimento possui quatro apartamentos. As unidades habitacionais são compostas por seis cômodos, sendo cozinha (4,75 m²) conjugada com área de serviço (2,42 m²), sala (11,16 m²), dois dormitórios (7,68 m²) e um banheiro (4,10 m²). Contém ainda um hall de entrada (2,28 m²) e área de circulação (2,65 m²).

Dez unidades são destinadas a portadores de deficiência, com banheiros adaptados, distribuídos nos térreos de dez blocos. O empreendimento conta também com portaria, salão de festas e quadra social, além de vias internas pavimentadas, com espaço de estacionamento.

Escolha

O processo de escolha dos apartamentos está marcado para o dia 17 de outubro, e tem início às 8h, no local do empreendimento. A ação é composta de uma visitação espontânea dos espaços para, em seguida, serem definidos os moradores pelos critérios e, assim, passar ao sorteio das demais unidades.

Pelos critérios do programa habitacional de Sorocaba, os primeiros a escolher as unidades são as pessoas portadoras de algum tipo de deficiência, ou aquelas cujo núcleo familiar possui alguém nesta condição. Em seguida, vêm os idosos ou as famílias que têm pessoas dessa faixa etária, depois o grupo que declarou ter algum membro familiar com mobilidade reduzida e, finalmente, os demais candidatos.

Outro mecanismo que integra o processo de destinação dos imóveis diz respeito, justamente, à educação para a convivência coletiva num mesmo espaço. Assim, até a entrega das chaves, os moradores participarão de encontros para conhecer e compreender o sistema de moradia em condomínio, seus direitos e responsabilidades.

Fonte: Agência Sorocaba de Notícias