Tags

,

Cerca de R$ 10 milhões devem ser destinados para a região de Sorocaba no segundo semestre deste ano, conforme informou o deputado federal, Vitor Lippi (PSDB), durante coletiva à imprensa, na manhã desta segunda-feira (13), para apresentar as diretrizes de seu mandato.

Ele disse que indicará o repasse, previsto no orçamento de 2015, para investimentos na área da saúde, que receberá 50% desse total, e para a infraestrutura, que ficará com o restante. O benefício vai contemplar 10 cidades da região, que terão de apresentar projetos estratégicos para a destinação do dinheiro.

Lippi justificou que o número de municípios corresponde à capacidade de gestão. “Essas cidades praticamente fazem divisa com Sorocaba e tenho de ter responsabilidade com isso, não posso prometer algo que esteja fora de um limite.” No que diz respeito à infraestrutura, o deputado destacou que investimentos serão feitos na compra de equipamentos, como tratores e retroescavadeiras, para melhorar o acesso e o escoamento da produção agrícola regional.

Ele adiantou que, no próximo dia 22, será instalada uma subcomissão para trabalhar apenas com avaliações de serviço, cobrança e qualidade do atendimento das operadoras de celular e TVs por assinatura no País. “Hoje, a economia mais forte do mundo não é mais a indústria, mas a tecnologia”, enfatizou o deputado. Lippi destacou, ainda, questões relacionadas à epidemia de dengue, vivenciada pela população de Sorocaba, e disse que, em reunião com o ministro da Saúde, Arthur Chioro, teve a informação de que o governo federal apenas poderá ajudar a cidade com orientação técnica.

ZONA NORTE – O deputado afirmou que há estudos para instalar uma base do Corpo de Bombeiros na zona norte de Sorocaba. Embora não tenha previsão de data para o projeto ser concretizado, ele disse que uma área para a base já foi pré-definida na Avenida Itavuvu, próximo ao Conjunto Habitacional Ana Paula Eleutério. “Aquele local está em expansão e entendemos que isso poderá melhorar o atendimento àquela região.”

DIRETRIZES – Lippi destacou também que pretende trabalhar com subcomissões que avaliam problemas relacionados aos serviços oferecidos pelo Correios e incentivar a participação de alunos e docentes no desenvolvimento social. Ele reforçou que Sorocaba tem potencial para ser a “primeira região tecnológica do Brasil”, com empresas que motivem cadeias produtivas.

TERCEIRIZAÇÃO – O plenário da Câmara dos Deputados aprovou no dia 8 de abril o texto-base do projeto de lei 4330/04, que regulamenta os contratos de terceirização no setor privado e para as empresas públicas, de economia mista, suas subsidiárias e controladoras da União, nos Estados, no Distrito Federal e nos municípios. Foram 324 votos a favor, 137 contra e duas abstenções e, entre os favoráveis à ideia, está o deputado Vitor Lippi.

Hoje, ocorre a votação dos destaques, quando os pontos polêmicos serão decididos em votações separadas. A decisão da semana passada gerou divergência entre opiniões e protestos em partes do País. Para a Central Única dos Trabalhadores (CUT), o projeto retira direitos da classe trabalhadora e dá aos setores patronais segurança jurídica para manter e ampliar a “precarização” das relações e condições de trabalho.

Questionado sobre o voto favorável, Lippi afirmou que o tema é polêmico porque as categorias desconhecem os benefícios dessa lei. “As pessoas observam apenas um aspecto, mas, na verdade, ela tem uma importância muito grande, porque 70% dos deputados são favoráveis.” Ele destacou ser preciso a criação de mais regras para melhorar a situação do trabalhador.

Fonte: Jornal Diário de Sorocaba

Anúncios