Tags

Estudantes da Etec Rubens de Faria e Souza estiveram na Câmara Municipal na manhã desta terça-feira, 31, após manifestação contra a suspensão da merenda, para pedir o apoio dos vereadores na resolução do problema.

Com o corte da merenda completa nas Escolas Técnicas Estaduais de Sorocaba, os alunos passam a receber somente a chamada alimentação “seca”.

Os alunos lotaram o plenário da Casa com cartazes pedindo a retomada da merenda e, em nome da comissão de pais, Paula Hernandes utilizou a Tribuna Popular.

“A partir de amanhã os alunos ficarão sem a merenda refeição, apenas com uma barrinha de cereal de manhã e outra à tarde que deverão ser distribuídas pelos estudantes representantes de classe”, explicou Paula que ressaltou ainda a preocupação dos pais, inclusive, com a segurança dos filhos que terão que sair da escola para se alimentar.

A representante pediu a interseção dos vereadores junto aos governos Estadual e Municipal para que estes firmem um acordo que mantenha a merenda. Disse ainda que o Centro Paula Souza, que administra as escolas técnicas, informou ontem que a licitação deverá ser iniciada em 40 dias.

Com o intuito de colaborar na solução da questão, a Câmara, por sugestão do vereador José Crespo (DEM), elaborou um documento assinado pelos vinte vereadores pedindo que o prefeito Antônio Carlos Pannunzio entre em contato com o Governador do Estado para que o contrato emergencial das escolas estaduais, já decidido nas últimas semanas, se estenda às Etecs.

O presidente da Comissão de Educação e membro da CPI da Merenda, vereador Luis Santos (Pros) declarou “apoio total para refutar a merenda seca e dar continuidade a merenda de qualidade”, como frisou.Liberados pelo presidente da Casa, Gervino Claudio Gonçalves (PR), o Claudio Sorocaba I, Luis Santos e o Pastor Apolo (PSB) seguiram com os alunos para o Paço Municipal a fim de entregar o documento ao secretário de Governo, João Leandro da Costa Filho, devido à ausência do prefeito no momento. “Temos que cobrar, o Governo do Estado tem obrigação de fazer”, concluiu o presidente Claudio.

Fonte: Câmara Municipal de Sorocaba