Tags

Aos 27 anos, completados em dezembro do ano passado, a Guarda Civil Municipal (GCM) se tornou uma instituição respeitada pelos sorocabanos. Isso, porque seu trabalho de apoio à população, visando sua segurança por meio da prevenção, com ações pontuais, potencializa a sensação de segurança nas comunidades.

Além do patrulhamento por centenas de próprios e logradouros públicos (escolas públicas, unidades de saúde, parques e áreas de lazer), os guardas municipais também apoiam o trabalho de órgãos como a Vigilância Sanitária e a Área de Fiscalização, fazendo, ainda, a segurança de todos os eventos públicos municipais e auxiliam as polícias militar e civil em ações de combate ao crime.

Os dados desse trabalho estão elencados no relatório das atividades que a GCM desenvolveu ao longo de todo ano passado. No que diz respeito ao contato direto com a comunidade, a Guarda Municipal fez a abordagem e verificação de 1.074 indivíduos suspeitos, averiguou 1.720 casos de outras naturezas, auxiliou 2.565 pessoas nas mais diversas questões e fez 5.836 travessias de estudantes.

No dia a dia, com o apoio do Centro de Operações e Inteligência (COI), por meio de denúncias ou nos patrulhamentos, a GCM ainda recuperou 78 veículos produtos de furto, deteve 78 procurados pela Justiça e outros 98 por pichação. No total, foram 22.473 atendimentos realizados, com mais 17.581 patrulhamentos pela cidade.

É parte da atuação da Guarda Municipal o desenvolvimento de campanhas de proteção, de conscientização e orientação. Em 2014, a “Cerol, não empine essa ideia” resultou em 114 apreensões de linhas com cortante, além de pipas e outros materiais; foram feitas 7 autuações. Neste primeiro mês do ano, o trabalho já rendeu 17 linhadas apreendidas e três autuações. Das ocorrências registradas, 16 foram originadas por denúncias da população, a mais importante parceira no combate ao uso do cerol.

Tráfico

Outro número bastante significativo da GCM de Sorocaba,  resultado de programas como o de Patrulha Comunitária e de vídeo monitoramento, é o volume de drogas apreendidas. Foram 45.569 porções de entorpecente; 11.202 de crack, 14.430 de maconha e 19.925 de cocaína.  Ainda foram apreendidas 14 armas decorrentes de posse ilegal. Este universo resultou, ainda, em 441 menores detidos e 547 adultos encaminhados à polícia, em sua quase maioria por relacionamento com o tráfico.

Em janeiro deste ano, a GCM já computou a detenção de 9 adultos, sendo 4 por tráfico de drogas. Também foram flagrados 21 menores em Ato Infracional, dos quais 18 por tráfico. Nesses primeiros trinta dias de 2015, os guardas municipais já participaram de 17 operações integradas com Polícia Civil e Polícia Militar e localizaram 11 carros oriundos de furto e roubo.

Responsável por um grupo de 400 homens e mulheres, o comandante da GCM, Benedito da Silva Zanin, atribui a eles o sucesso no trabalho realizado. Fruto, ainda, de uma preparação técnica cuidadosa, consonante com Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp). Além de curso de formação obrigatório para o ingresso na guarda, os profissionais são periodicamente capacitados por meio de cursos de atualização e aperfeiçoamento ministrados por instrutores da própria corporação credenciados pela Senasp.

Aliado a isso, Zanin diz que “a dedicação, a fé que temos  em nossos princípios e o respeito ao cumprimento da lei que fazem toda a diferença no cotidiano do nosso trabalho”.

Fonte: Agência Sorocaba de Notícias