Tags

Sorocabanos e visitantes cumprem nesta quinta-feira (1) uma peregrinação de fé dentro da Procissão de Aparecidinha. Tradicionalmente, a imagem de Nossa Senhora Aparecida volta do bairro homônimo para tomar seu lugar na Catedral Metropolitana, no Centro.

E para auxiliar os romeiros ao longo dos 15 quilômetros que separam as duas localidades, a Guarda Civil Municipal (GCM), em conjunto com a Polícia Militar, Urbes, Saae e Secretaria de Serviços Públicos (Serp), atua para garantir a segurança e o bom andamento de um dos mais expressivos eventos religiosos da cidade e da região, que ocorre há 116 anos.

O trabalho da GCM e dos organismos públicos começa já na quarta-feira (31), quando acontece uma grande concentração de fiéis em vigília na igreja de Aparecidinha, que se estende pela madrugada do primeiro dia do novo ano, até a saída em procissão.

O acompanhamento dos fieis se dará por todo o trajeto, obedecendo, inclusive, a parada junto ao prédio da Santa Casa de Misericórdia e à queima de fogos sobre a Ponte Francisco Dellosso, na Rua 15 de Novembro. A romaria se encerra com a chegada da imagem à Catedral, onde permanece até o segundo domingo de julho, quando é levada novamente pelos fiéis ao Santuário de Aparecidinha.

Para evitar problemas, a GCM orienta quanto à necessidade de atenção redobrada com crianças. Elas devem ser orientadas a sempre procurar ajuda junto a um guarda civil ou policial militar, caso se percam. Manter um bilhete na roupa da criança, com telefone de contato, pode ajudar na localização dos pais ou responsáveis. Outra medida imprescindível é o cuidado com bolsas, carteiras e celulares. O romeiro deve evitar transportar muito peso, devido ao desgaste no longo percurso.

Fonte: Agência Sorocaba de Notícias

Anúncios