Tags

A partir da próxima segunda-feira (15), a Guarda Civil Municipal (GCM) dá início à segunda edição do ano da sua campanha de conscientização quanto ao uso do cortante de pipa: “Cerol, não empine essa ideia”.

O trabalho da Guarda Municipal, que tem caráter educativo e preventivo, principalmente, junto à crianças e adolescentes, tem o objetivo de conscientizar para coibir o uso do cerol e de linha cortante tipo “Chilena”, responsáveis por diversos acidentes com crianças e adultos.

Além de fiscalizar a brincadeira de soltar pipas, a GCM ministra palestras durante todo período de aulas nas escolas municipais; o que, de acordo com o comandante da corporação, Benedito Zanin, se atribui a efetividade na queda no número de Auto de Infrações registrados no decorrer deste ano. Em relação a 2013, foram sete Autos de Infração lavrados, contra 13 do ano passado. “A Guarda Civil acredita que a prevenção é sempre o melhor caminho, mas intensificaremos a fiscalização nos períodos de férias, onde crianças e adolescentes optam pela brincadeira de baixo custo sem tomar os cuidados necessários, muitas vezes colocando em risco sua vida e das outras pessoas”, disse o comandante.

Soltar pipas é uma das mais antigas formas de diversão na infância, mas deve ser praticada de forma segura. Para isso, a GCM recomenda que a garotada procure espaços abertos, longe da fiação elétrica e de vias com grande fluxo de veículos, para evitar acidentes.

Adultos flagrados fazendo uso desses materiais, transportando ou comercializando serão autuados de acordo com a Lei Municipal 8471/08, que prevê multa de R$ 1.394,47. Ainda estão sujeitos a aplicação de infração penal, cujo valor sofrerá reajuste a partir de 1º de janeiro de 2015. Nos casos que envolverem menores de idade, pais ou responsáveis serão identificados e responsabilizados.

A Guarda Municipal ainda conta com a colaboração da comunidade que pode fazer denúncias pelo número 156 ou diretamente na GCM, pelos telefones 32129400 e 199 (Defesa Civil).

Colaborou: GCM Liuti / Relações Comunitárias

Fonte: Agência Sorocaba de Notícias

Anúncios