Tags

A Câmara Municipal de Sorocaba realizou na noite de segunda-feira, 8, uma sessão solene para a entrega dos certificados de formatura às alunas do 12° Curso de Promotoras Legais Populares de Sorocaba.

A iniciativa foi do vereador Izídio de Brito Correia (PT) e a turma recebeu o nome de Patrícia Galvão, em homenagem à escritora, jornalista e militante comunista – mais conhecida como Pagu – que foi a primeira mulher a ser presa no Brasil por motivações políticas.

O curso foi criado em 1992 – por meio da parceria entre o Instituto Brasileiro de Advocacia Pública (Ibap) e a União das Mulheres de São Paulo – e foi trazido para Sorocaba e outras cidades da região pela deputada federal Iara Bernardi (PT), com o objetivo de desenvolver a cidadania e a igualdade de direitos.

O projeto é coordenado, no Estado, pela União de Mulheres de São Paulo, o Ibap e o Movimento do Ministério Público Democrático. Em Sorocaba, sua coordenação está a cargo do Plenu (Instituto Plena Cidadania), com o apoio da Unip, da OAB-Sorocaba e de outras entidades e órgãos públicos.

Compuseram a mesa da solenidade a vice-prefeita de Sorocaba, Edith Di Giorgi; a presidente de honra do Plenu, deputada federal Iara Bernardi; a coordenadora do Curso Promotoras Legais Populares de Mairinque, vereadora Ildéia Maria de Souza (PT); a presidente do Plenu, Tânia Baccelli; a paraninfa da 12ª Turma do Curso de Promotoras Legais Populares de Sorocaba, conselheira do Conselho Municipal dos Direitos da Mulher e representante da OAB-Sorocaba, advogada Emanuela Oliveira de Almeida Barros; e Sandro Vimer Valentino, representante da Superintendência da Caixa Econômica Federal em Sorocaba.

Fonte: Câmara Municipal de Sorocaba

Anúncios