Tags

A Câmara Municipal de Sorocaba fará nesta quarta-feira (10), às 19 horas, a entrega da comenda “Alexandre Vannucchi Leme” de Direitos Humanos e Defesa da Liberdade e da Democracia ao professor Aldo Vannucchi, em reconhecimento ao corajoso trabalho que ele desempenhou durante os anos mais duros da ditadura militar no país, e a militância pela democracia e pelos diretos humanos que ele vem desenvolvendo ao longo dos anos. A iniciativa é do vereador Carlos Leite.

Durante a sessão de homenagem também será aberta a exposição do escultor e publicitário Toco Dias, autor da concepção artística da medalha em que se constitui essa comenda.

Aldo Vannucchi é sobrinho de Alexandre, patrono da comenda. Ele nasceu no município paulista de São João da Boa Vista, Estado de São Paulo, em 24 de setembro de 1928, mas reside em Sorocaba desde os idos de 1932. É autor de dezenas de livros e centenas de artigos publicados em jornais, revistas e sítios na internet.

“É com muita alegria que vamos entregar essa honraria para um dos maiores expoentes da defesa da liberdade, da democracia e dos diretos humanos de nossa cidade. Ele é um grande intelectual, que jamais se furtou ao diálogo, mesmo havendo fortes forças contrárias em nosso país”, declara o vereador Carlos Leite.

Aldo é formado em Teologia, Filosofia e Pedagogia, com cursos superiores realizados em São Paulo e no exterior, onde fez seu Mestrado em Filosofia e em Teologia. O homenageado tem também em seu currículo diversos cursos de especialização em Roma (na Universidade Estatal, na Universidade Gregoriana e na Universidade Urbaniana), em Genebra (Suíça) e em Louvain (Bélgica).

Professor universitário, Aldo Vannucchi foi Diretor da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Sorocaba e Diretor Executivo da Fundação Dom Aguirre, em Sorocaba; foi Reitor da Universidade de Sorocaba, de 1994 a 2009; foi vice-presidente nacional da Fundação Interuniversitária Unitrabalho e presidente do Fórum de Desenvolvimento da Região de Sorocaba; foi presidente da Associação Brasileira das Universidades Comunitárias – ABRUC (2004-2005) e é membro da Câmara de Educação Superior, do Conselho Nacional de Educação, desde maio de 2006.

Comenda

A comenda “Alexandre Vannucchi Leme” de Direitos Humanos e Defesa da Liberdade e da Democracia foi criada na Câmara Municipal de Sorocaba por iniciativa do vereador Carlos Leite (PT). A honraria é concedida a cidadãs e cidadãos que sejam referência social na área dos direitos humanos e na defesa da liberdade e da democracia.

A Comenda recebe o nome de Alexandre Vannucchi Leme em homenagem ao jovem sorocabano que, em plena ditadura militar, instituída em 1964 e que perdurou até 1985, lutou bravamente pelas liberdades democráticas do povo brasileiro, dando sua vida por essa causa.

Alexandre Vannucchi foi declarado anistiado político pelo governo brasileiro, em ato promovido pela Comissão de Anistia, vinculada ao Ministério da Justiça, 40 anos depois da morte dele, vítima de tortura nas dependências do DOI-Codi. O Estado brasileiro pediu desculpas públicas e oficiais pelos erros cometidos contra Alexandre, sua família, amigos, e à causa da justiça social no Brasil.

Exposição

O autor do projeto artístico da comenda, Toco Dias, estará mostrando seus trabalhos em exposição a ser aberta durante a homenagem ao professor Aldo.

Conforme o autor, “A intenção da exposição Persona é mostrar, sob diversos ângulos, o ofício de um escultor, inclusive sobre as fases de seu processo de trabalho. Toco dias fala de seu ofício e de como ele aparecerá na exposição: “na minha atividade de escultor, acabei trabalhando mais com a confecção de personagens. Fiz esculturas de personalidades importantes, de pessoas anônimas, de personagens imaginárias. O que mais aprendi foi que, por mais que retratos pareçam sérios e neutros, sempre escondem, por trás dessa película insensível, o modo de ser dos retratados. Um pouco do que eram ou são, e do que viveram está no vão de uma ruga de expressão, num modo de olhar, no desenho de uma boca. Quero que as pessoas que visitarem a exposição tenham a oportunidade de sentir um pouco isso.”

A exposição permanecerá aberta à vista do público durante quinze dias.

Fonte: Câmara Municipal de Sorocaba

Anúncios