Tags

No próximo dia 4 de dezembro, os 399 homens e mulheres que compõem a Guarda Civil Municipal de Sorocaba (GCM) celebram mais um aniversário da corporação. Criada pela Lei Municipal nº 2.626, por iniciativa do então prefeito Paulo Francisco Mendes, a GCM, efetivamente, começou a atuar três meses após, em 31 de março de 1988, com um efetivo de 56 integrantes.

Sua principal finalidade era a de colaborar com as Polícias Civil e Militar, protegendo o povo sorocabano, os próprios municipais e apoiando os serviços da Prefeitura.

Aos 27 anos, a Guarda Municipal se tornou uma instituição de apoio à população e tem na prevenção a base do trabalho comunitário. Além do patrulhamento por centenas de próprios e logradouros públicos (escolas públicas, unidades de saúde, parques e áreas de lazer), os guardas ainda apoiam o trabalho de órgãos como a Vigilância Sanitária e a Área de Fiscalização, fazendo, ainda, a segurança de todos os eventos públicos municipais. Também conta com uma equipe de agentes para fiscalização e monitoramento da fluidez do trânsito.

Estrutura

Em sua sede descentralizada, no Jardim Ana Maria, a GCM mantém um Núcleo Administrativo, que tem Ouvidoria, Defensoria e Corregedoria próprias; o Centro de Operações e Inteligência (COI), onde estão instaladas as centrais telefônica e de vídeo monitoramento, além de sediar a Base da Patrulha Comunitária e da Patrulha Bike.

Com ação descentralizada, a Guarda Civil possui Núcleos de Segurança Comunitária no Parque São Bento, no Jardim Nova Esperança, Parque das Águas e no Parque dos Espanhóis, a Base da Ronda Municipal no bairro Barcelona e a Base Ronda Escolar no Jardim Brasilândia.

Seu efetivo, além do curso de formação obrigatório para o ingresso, é periodicamente capacitado por meio de cursos de atualização e aperfeiçoamento, ministrados por instrutores da própria corporação credenciados pela Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp).

Ação Social

Consonante com a linha de trabalho preventivo e de aproximação com a comunidade, a GCM ainda conta com a formação voluntária de grupos de trabalho social. Sempre com cunho socioeducativo, a Guarda Municipal mantém os grupos de Teatro Infantil, criado em 1993; o Grupo de Formação Cidadã (GFC);  o Teatro de Fantoches e os Palhacinhos da Alergia que, em atividades e brincadeiras, discutem assuntos sérios como o combate ao uso de drogas, o respeito às instituições e aos mais velhos, despertando principalmente crianças e adolescentes para os valores sociais.

Neste sentido, recentemente, a corporação adotou um novo membro: Maike, o Cão Terapeuta. Adestrado por um GCM, o animal tem feito sucesso entre as crianças, num trabalho de sociabilização que trata da importância dos cuidados com o meio ambiente, com os bichos de estimação e até mesmo com a autoestima.

Os guardas municipais ainda são responsáveis por palestras sobre educação para o trânsito, prevenção ao uso de drogas, codependência e a conscientização dos perigos uso do cerol. Direcionadas ao público mais velho, situado entre 12 e 24 anos, este trabalho é realizado por GCMs que se aperfeiçoaram nos temas, atendendo à solicitação de Escolas Municipais, Estaduais e empresas locais que demandam por este tipo de ação de caráter preventivo.

Agenda

Para celebrar seu 27º aniversário, a Guarda Municipal realiza na próxima terça-feira (2), a partir das 9h, um Culto Ecumênico em Ação de Graças em sua sede Rua Castanho Taques, 100, Jardim Ana Maria. Na quarta-feira (3), celebrando com a comunidade, o Grupo de Formação Cidadã estará na Praça Coronel Fernando Prestes, entre 15h e 19h, com apresentações do Teatro de Fantoches, distribuição de esculturas de bexiga, exposição de fotos e a presença de Maike, o Cão terapeuta.

Fonte: Agência Sorocaba de Notícias

Anúncios