Tags

, ,

A Região Metropolitana de Sorocaba (RMS) passa a ter, a partir desta quarta-feira (26), um Gabinete Metropolitano de Gestão Estratégica de Segurança Pública (Gamesp).

A assinatura da criação do gabinete, que vai contemplar os 26 municípios da área, foi feita no Parque Tecnológico de Sorocaba (PTS) e contou com a presença do secretário de Segurança Pública do Estado de São Paulo, Fernando Grella, e do subsecretário de Desenvolvimento Metropolitano, Edmur Mesquita.

O Gamesp é formado com o objetivo de discutir políticas de segurança, para estimular ações de prevenção e combate ao crime. O grupo será composto por membros das polícias Civil, Militar, Científica, Federal, Rodoviária Federal, Receita Federal, guardas municipais, prefeituras, secretarias estaduais, Ministério Público (MP), poder judiciário e sociedade civil.

O subsecretário de Desenvolvimento Metropolitano afirmou acreditar no êxito da atuação do Gamesp na RMS. “É algo pioneiro no Estado de São Paulo e tem servido de exemplo para o Brasil. Pela primeira vez, se discute a política de segurança pública dentro de uma visão metropolitana, de integração regional. As experiências realizadas em outras regiões são muito positivas e certamente, também, aqui colheremos frutos importantes para a diminuição dos índices de criminalidade”, disse Mesquita.

Já o secretário de Segurança Pública falou sobre a importância das ações conjuntas que serão encabeçadas pelo Gamesp. “É importante que estejamos juntos. As questões acontecem nos municípios, onde as pessoas vivem, e é preciso que estejamos juntos com os prefeitos, vereadores e representantes das polícias, para os assuntos sejam ali colocados. Ninguém melhor do que essas pessoas para dizer quais são os problemas mais agudos e as ações prioritárias para serem encaminhadas”, frisou Grella.

O prefeito de Sorocaba, Antonio Carlos Pannunzio (PSDB), presente na cerimônia, falou sobre o papel de Sorocaba no gabinete. “Por conta da centralização da maior parte das instituições e por ter os recursos tecnológicos, o papel da cidade pode ser considerado um polo. Mas, a importância das cidades é a mesma temos que dar igual atenção para as questões”.

Pannunzio disse, também, de que forma o Gamesp pode contribuir com a segurança pública da região. “O Estado está aportando recursos na área de monitoramento e eu entendo que, havendo consciência de que, agora, a região metropolitana é constituída por 1 milhão e 800 mil habitantes, possa haver a compreensão do aumento dos efetivos policiais”, comentou.

O Gamesp já existe nas regiões metropolitanas de Campinas, Baixada Santista e Vale do Ribeira, Vale do Paraíba e Litoral Norte, Jundiaí, Piracicaba, Sub Região Sudoeste da Região Metropolitana de São Paulo e Grande São Paulo.

Fonte: Jornal Ipanema

Anúncios