Tags

Com a presença de representantes de diversas secretarias municipais, do Saae, da Guarda Civil Municipal (GCM), da CPFL e da Associação dos Engenheiros e Arquitetos de Sorocaba (AEAS), o secretário da Habitação e Regularização Fundiária, Flaviano Agostinho de Lima, comandou na tarde desta terça-feira (18) uma visita técnica às obras do Residencial Jardim Carandá, no bairro Caguaçu.

Foi a primeira vez que a Sehab reuniu, in loco, especialistas em torno da estruturação social do empreendimento. Participaram as Secretarias da Saúde (SES), Educação (Sedu), Administração (Sead), Planejamento e Gestão SPG), Esportes e Lazer (Semes) e Serviços Públicos (Serp).

A ideia, segundo Flaviano, era a de promover o olhar diferenciado dos profissionais responsáveis pela implantação do serviços públicos no local que abrigará, a partir do segundo semestre de 2015, 2.560 famílias. “Estamos falando de mais de 8 mil pessoas. É quase uma cidade de pequeno porte e é para elas que trabalhamos vislumbrando todos os aspectos da garantia da dignidade e da cidadania, por meio de transporte, atendimento de saúde, em educação e segurança, entre tantas outras áreas”, comentou.

Com as obras dentro do cronograma, o Carandá contará com 16 quadras independentes (cada uma é considerada um condomínio), reunindo 10 torres de 16 apartamentos, cada um com 47,4m². Para abastecer a população residente, a construtora implantará um reservatório com capacidade para 2 milhões de litros de água, que abastecerão as 10 torres de 120 mil litros de cada uma das quadras. Além disso, todo o sistema de esgoto a ser instalado terá capacidade de absorver a produção de uma população de 48 mil habitantes.

Acesso

Com a participação de representantes da sociedade civil, a visita técnica ainda levantou aspectos das condições de tráfego da Rodovia Emerenciano Prestes de Barros naquele trecho onde as famílias serão instaladas, a instituição de uma área comercial para facilitar o cotidiano dos moradores, o transporte coletivo e a preservação do meio ambiente.

Segundo o secretário da Habitação, que levou ao encontro o deputado federal eleito, Vitor Lippi, e o assessor da deputada estadual Maria Lucia, Valter José, e, será necessário contar com o apoio de ambos no atendimento de algumas questões, como é o caso da duplicação da rodovia, que interliga Sorocaba a Porto Feliz. No que diz respeito ao meio ambiente, o responsável pela construtora explicou que o projeto de paisagismo foi definido no projeto, além de ter uma extensa área de preservação, ao fundo do terreno.

Além disso, a acessibilidade também foi pensada, já que 10% do total de apartamentos serão destinados a idosos – 3%, e pessoas com deficiência – 7%. “Neste momento, a Secretaria da Habitação faz um levantamento dessas pessoas, para auxiliar no seu acolhimento. Nós também trabalharemos os moradores acerca dos conceitos de convivência numa nova modalidade de moradia, pois é fundamental que estejam preparados para sua nova realidade”, contou Flaviano de Lima.

O Residencial Jardim Carandá é um dos maiores do país, com investimento de R$ 226 milhões; 80% advindos do Minha Casa Minha Vida e 20% do Casa Paulista. A Prefeitura de Sorocaba assumiu, além da isenção de tributos, a gestão social e urbana, por meio da instalação dos equipamentos públicos. Os contemplados pagarão, no máximo, R$ 80,00 de prestação, por um período de dez anos.

Fonte: Agência Sorocaba de Notícias

Anúncios