Tags

,

O Legislativo sorocabano realizou uma reunião de trabalho, na manhã desta sexta-feira, 19, com a comissão do Iamspe (Instituto de Assistência Médica ao Servidor Público Estadual) para tratar do fim do convênio com a Santa de Misericórdia de Sorocaba. O vereador Izídio de Brito (PT), presidente da Comissão de Saúde da Casa, presidiu os trabalhos.

O presidente da Câmara Municipal, vereador Claudio Sorocaba I (PR), participou da abertura da reunião e colocou a Casa à disposição dos servidores estaduais para colaborar na busca de uma solução para o problema do seu atendimento de saúde.

Participaram da reunião, além dos membros da Comissão do Iamspe, representantes de associações e sindicatos de vários órgãos estaduais, como DER, sistema prisional, Secretaria da Fazenda, Poder Judiciário, Procuradoria, além de assessores dos deputados estaduais Hamilton Pereira (PT) e Carlos Cezar (PSB), sendo que o assessor deste último representou também o deputado federal Jefferson Campos (PSD).

Os membros da Comissão do Iamspe explicaram que o instituto tem 106 mil usuários nas 20 cidades da região e, em Sorocaba, tem mais de 25 mil filiados, que estão sem atendimento médico devido ao fim do convênio com a Santa Casa. Os servidores pagam 2% do salário para o convênio, que continua sendo descontado apesar do fim do atendimento. Houve tentativas de estabelecer convênio com o Hospital Samaritano, para substituir o convênio com a Santa Casa, mas o hospital decidiu não firmar o acordo. Tentativas de convênio com hospitais de cidades vizinhas também não deram certo. Uma das bandeiras dos servidores é que o Estado, por meio de lei, entre com a contrapartida de 2% para o Iamspe. Hoje, o Estado coloca dinheiro do orçamento, sem ser fixado em lei.

Falando em nome da Câmara Municipal, por delegação do próprio presidente da Casa, o vereador Izídio de Brito reiterou o total empenho do Legislativo sorocabano no sentido de buscar uma solução para o problema do Iamspe, mas observou que, por ser um tema da alçada estadual, a Câmara tem limites de atuação, cuidando das questões concernentes à Prefeitura de Sorocaba, que requisitou os bens e serviços da Santa Casa. “Por isso, mobilizamos também os deputados da região”, explicou o vereador.

Ao término da reunião, ficou decidido que os deputados estaduais entrarão em contato com vereadores de todas as Câmaras da região para que seus respectivos vereadores, já na próxima segunda-feira, 22, apresentem uma moção de descontentamento com relação à situação do Iamspe. Na terça-feira, 23, às 17 horas, a Comissão do Iamspe, juntamente com a Comissão de Saúde da Câmara, irá participar da reunião do Conselho Municipal de Saúde. E no dia 25, às 14 horas, haverá reunião da CPI da Saúde, com servidores da Santa Casa. Para Izídio de Brito, é importante a participação dos servidores estaduais na reunião da CPI.

Fonte: Câmara Municipal de Sorocaba

Anúncios