Tags

, ,

O ex-prefeito Vitor Lippi (PSDB) falou ontem sobre os investimentos do seu governo (2005/2012) no Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae), em resposta a declaração do prefeito Antonio Carlos Pannunzio (PSDB), no auge dos problemas de desabastecimento de água, de que há mais de 20 anos, desde o seu primeiro governo (1989/1992), a autarquia não recebeu investimentos de grande porte e isso explicava os problemas de falta de água nos bairros.

Lippi disse ter relatório de gestão que mostra que no seu governo foram realizados investimentos de R$ 110 milhões em esgoto e drenagem e R$ 70 milhões em esgoto e água.

No lote de serviços correspondente aos R$ 70 milhões, informou que R$ 25 milhões foram investidos na Estação de Tratamento de Água (ETA) do Cerrado com 87% da obra concluída.

Acrescentou que os 13% de serviços que faltaram não foram completados porque a ECL, empresa responsável pela obra, abandonou os trabalhos na ETA do Cerrado e em mais dois locais, por motivo de falência.

Dentro do lote de serviços no valor de R$ 70 milhões, Lippi enumerou a construção de seis grandes reservatórios, sistemas de ampliação de capacidade de bombeamento, e R$ 18 milhões investidos em obra de contenção da encosta na Serra de São Francisco para proteção das adutoras que transportam água da represa de Itupararanga para Sorocaba.

Esta obra consumiu recursos emergenciais de R$ 3 milhões e mais R$ 15 milhões na contenção da encosta.

Além disso, foram realizados mais nove sistemas de ampliação da capacidade de adução de água tratada no município.

Fonte: Jornal Cruzeiro do Sul

Anúncios