Tags

,

O relatório final da CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) desagradou o ex-prefeito Vitor Lippi (PSDB).

O documento acusa o tucano de improbidade administrativa e cobra que ele devolva o dinheiro utilizado no programa de obras viárias anunciado durante o seu governo.

Em entrevista a repórter Renata Moeckel – durante o lançamento de uma exposição de arte no Parque Tecnológico – o ex-prefeito não se segurou e desabafou nos microfones da Rádio Ipanema.

Ouça a entrevista em http://www.jornalipanema.com.br/Lippi_19/02/2014.mp3.

No áudio ele afirma que a CPI foi criada por vereadores de oposição para prejudicar a imagem do ex-governante.

“Apesar de todos os esclarecimentos foram dados durante os depoimentos, a conclusão da CPI foi maldosa, intencionalmente e politicamente usada com o objetivo de me prejudicar.

Sorocaba está ficando famosa como a cidade das CPIs que não dão em nada. Isso desacredita as instituições. A cidade não ganha com isso. Nós queremos a verdade”.

Ele afirma que irá se reunir com os vereadores que não participaram da CPI (“não com este sete porque não adianta falar que eles não querem entender”) e com a imprensa para se defender das acusações.

Durante a entrevista, o ex-prefeito defende ainda o programa viário, afirmando ter prestado contas de todas as obras construídas. “Temos muita convicção da importante e lisura com que tudo foi feito.

Nós prestamos contas de cada centavo utilizado com o financiamento internacional.

Dezenas e dezenas de obras e licitações que foram feitas, nós prestamos contas de cada centavo.

O Sorocaba Total é uma das obras mais importantes que a cidade já teve, principalmente para a Zona Norte, valorizando regiões carentes da cidade”.

O relatório deve entrar em pauta nas próximas sessões ordinárias, quando deve ser discutido e votado em plenário. Caso seja aprovado, o documento será enviado para o Ministério Público local, Tribunal de Contas do Estado e para a Prefeitura de Sorocaba.

Fonte: Jornal Ipanema

Anúncios