Tags

, ,

A Câmara Municipal realizou ontem sessão extraordinária para votar projetos do Executivo e dos vereadores. Doze propostas foram aprovadas em definitivo incluindo o projeto substitutivo de José Francisco Martinez (PSDB) ao Projeto de Lei nº 518/2013 do prefeito que prevê a redução da jornada de trabalho dos cargos de auxiliar de educação, regente maternal e agente infantil.

Com a mudança, a jornada passa a ser de 32 horas semanais para aqueles que exercem suas funções na Unidade Educacional Infantil.

Os vereadores Izídio de Brito (PT) e Luís Santos (PROS) consideraram o substitutivo justo, porém defenderam a posição do Sindicato dos Servidores Público Municipais que, por ofício entregue aos parlamentares, destacou a importância de valorizar todo o funcionalismo e não através de projetos separados por categorias.

Trata-se de uma luta antiga da categoria com apoio da Câmara. O substitutivo foi aprovado com emenda do vereador Waldomiro de Freitas (PRP) prevendo que a mudança passe a valer no próximo ano.

A redução da jornada de trabalho de oito para seis horas foi anunciada por Pannunzio em outubro. A alteração era pedida pela categoria desde 2005. Os auxiliares passarão a trabalhar 32 horas semanais, sendo 30 horas com as crianças e duas para capacitação profissional. A previsão é que este projeto comece a valer no próximo semestre.

Profissionais da categoria acompanham a votação na Câmara e lotam a galeria do plenário. Representantes do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Sorocaba também estão presentes.

Agora a prefeitura deve analisar a alteração realizada com o substitutivo de Martinez. O Jornal Ipanema aguarda um posicionamento do Executivo sobre o assunto.

Fonte: Jornal Ipanema e Jornal Diário de Sorocaba