Tags

,

Após ter sua postura questionada por vereadores e munícipes, o secretário de Governo e Segurança Comunitária, João Leandro da Costa Filho, afirmou que o Executivo não é obrigado a enviar nenhum representante em audiências públicas.

“O convite é recebido e enviam representantes se entender que o tema é relevante ou não.” Sobre o encontro de ontem, ele explica que não foi considerado irrelevante, mas, sim, inoportuno para o comparecimento de algum oficial. “É um tema supergenérico.

Por que eu, secretário de Governo, vou para uma discussão que nem sei do que vai se tratar? Se tivesse ido um representante, poderia ter sido agredido, pela forma ostensiva como se comportaram aqueles que estavam discutindo o tema”, justifica.

João Leandro ressalta que toda ação é política, “assim como a vinda deles à Prefeitura”.

Disse também que, “nunca na história de Sorocaba”, tantos secretários participaram de tantos eventos realizados na Câmara. “Toda semana algum secretário ou eu estou lá.

Defendemos temas assim como os vereadores, mas é preciso ser de forma respeitosa, não autoritária, gritando. Custava o vereador ter ligado e perguntar se alguém do governo poderia recebê-los?”.

Ele afirma que tem priorizado atender aos vereadores justamente por considerá-los importantes, mesmo sem agendamento prévio.

João Leandro comenta que há poucas semanas recebeu o vereador Carlos Leite com alguns munícipes e, dias depois, foi a uma reunião com o grupo no bairro Piazza Di Roma.

Fonte: Jornal Diário de Sorocaba

Anúncios