Tags

A Prefeitura de Sorocaba, por meio da Secretaria de Habitação e Regularização Fundiária (Sehab) atendeu mais de mil famílias desde a instalação dos trêileres, que fazem parte do programa “Casa Legal”, nos bairros.

A equipe de Regularização Fundiária é coordenada pelo diretor de área Fábio Gomes Camargo, que mantém uma equipe próximo à Oficina do Saber da Vila João Romão, na Zona Leste, atendendo também as vilas Zacarias e Sabiá, além de outra na Zona Oeste (Ipiranga) e uma outra equipe na sede da área da Regularização Fundiária, localizada na Rua Álvaro Soares.

No mês de outubro, três novas equipes estão trabalhando dentro dos bairros com trêileres na Zona Norte (Vila Barão, Nova Esperança e Jardim Humberto de Campos), promovendo cadastro socioeconômico, com documentos da família para sucesso da regularização do imóvel.

As bases são colocadas em locais de fácil acesso com equipe técnica especializada para melhor atendimento, inclusive, com máquinas de xérox e computador para cópias ou atualização de dados cadastrais.

“As famílias são previamente agendadas com uma carta dirigida ao imóvel, agendando assim data e hora para atendimento. A organização é importante para o funcionário melhor atender o munícipe e para o próprio atendido poder tirar as suas dúvidas. Nesse sistema estamos conseguindo fazer uma média de 15 a 20 atendimentos por dia”, afirmou Camargo.

Ainda de acordo com a Sehab, o local de maior procura para a regularização, segundo os registros, foi a do Jardim Humberto de Campos. Das 500 famílias residentes no bairro, 260 já foram atendidas.

Além do atendimento do programa de Regularização Fundiária, muitas pessoas procuram as instalações para tirarem dúvidas do programa “Nossa Casa”.

Pensando no déficit existente na cidade, com relação às áreas de regularização fundiária, o secretário da Habitação e Regularização Fundiária, Hélio Godoy, tem procurado outros recursos para auxiliar na resolução desse problema.

“Além da verba do orçamento municipal, estamos pedindo junto ao governo federal, mais especificamente ao programa ‘Papel Passado’, para o qual Sorocaba apresentou o projeto para aquisição de verba para 43 núcleos, mais uma ajuda. Com isso, poderemos incrementar e ampliar as metas”, finalizou Godoy.

Fonte: Agência Sorocaba de Notícias

Anúncios