Tags

, ,

Para o ex-prefeito Vitor Lippi (PSDB), o prefeito Antonio Carlos Pannunzio (PSDB) tem razão em vetar a emenda à reforma administrativa que obrigava o secretário de Desenvolvimento Econômico e Trabalho a acumular o cargo de presidente do Parque Tecnológico de Sorocaba (PTS). Lippi é o atual presidente do PTS, cargo que tem status de secretário e salário de R$ 13.967,80.

A declaração do ex-prefeito ocorreu durante a audiência pública para debater o orçamento de 2014, nesta sexta-feira (11), na Câmara Municipal de Sorocaba. Ele respondeu a questionamento de Anselmo Neto (PP), que pediu a Lippi para que “convencesse” os vereadores de que não deveriam derrubar o veto.

Para sustentar sua tese, o ex-prefeito citou várias cidades que possuem parques tecnológicos e disse que, em nenhuma delas, o presidente acumula outra função dentro da administração pública. “O Parque Tecnológico é uma área estratégica, por isso é muito difícil acumular”, afirmou.

A emenda à reforma foi feita pelo vereador José Crespo (DEM) e aprovada pela Câmara Municipal. O prefeito Pannunzio, porém, vetou o item e sancionou a lei sem esperar que os vereadores apreciassem o veto.

Anúncios