Tags

“Parabenizo a comissão e o conselho por colocar em pauta uma questão tão importante e tão complexa como é a violência sexual infantil. Este é um dia para comemorar”, elogiou Edith Maria Di Giorgi, vice-prefeita e secretária de Desenvolvimento Social (Sedes), nesta segunda-feira (7), durante cerimônia de lançamento do Plano Municipal de Enfrentamento à Violência Sexual Infantil de Sorocaba.

Realizado pela Comissão Municipal de Enfrentamento da Violência Sexual (CMEVS) e pelo Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA), o evento ocorreu no auditório da Fundação Ubaldino do Amaral (FUA).

A vice-prefeita aproveitou, ainda, para falar sobre as sete coordenadorias da Secretaria de Desenvolvimento Social, criadas a partir da reforma administrativa, publicada no jornal Município de Sorocaba na edição da última sexta-feira (4). “Uma delas é a da Criança e do Adolescente, que tem o papel discutir a questão e integrando-a às diversas áreas da administração municipal e da sociedade civil”, explicou.

Durante o evento, Ione Aparecida Xavier, presidente da CMEVS, agradeceu os participantes que ajudaram na elaboração do plano. “Foram três anos de trabalho. Agora temos que colocá-lo em prática”, declarou. O plano estabelece metas e ações a serem trabalhadas até 2018, que incluem medidas preventivas, responsabilidade, estudos e pesquisas, comunicação e atendimento às vítimas e seus autores.

Em seguida, Daniela Valentim, diretora da Vigilância em Saúde da Secretaria da Saúde de Sorocaba (SES), falou sobre o trabalho desenvolvido desde 2008 como a criação da Semana Municipal de Combate à Pedofilia e da CMEVS, em 2011; e agora do lançamento do plano.

O documento ficará disponível durante 30 dias no Portal da Prefeitura de Sorocaba (www.sorocaba.sp.gov.br) para consulta pública e, durante este período, as pessoas poderão enviar sugestões para o e-mail do CMDCA: contato@cmdcasorocaba.org.br.

Também presentes ao evento os representantes da Defensoria Pública, da Secretaria da Educação, do Conselho Tutelar, do Judiciário e de entidades ligadas à área.

Fonte: Agência Sorocaba de Notícias

Anúncios