Tags

,

Os médicos aprovados no concurso público da Prefeitura começam a trabalhar no dia 16 de setembro. O edital de convocação dos 142 aprovados foi publicado ontem no jornal oficial Município de Sorocaba. A distribuição dos cargos será feita nos dias 4 e 11 de setembro.

De acordo com o secretário de Saúde, Armando Raggio, esses profissionais serão contratados para atender nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs) e nas Unidades Pré-Hospitalares (UPHs) de Sorocaba.

Raggio confirmou ainda que, até o final de 2016, serão construídas seis novas UBSs, sendo três para reposição ou ampliação de unidades já existentes e outras três para atender bairros que ainda não contam com atendimentos básicos de saúde.

Todos os candidatos aprovados foram convocados, e por essa razão, não há lista de espera.

A lotação dos médicos será de acordo com a colocação no processo seletivo e ordem de chegada nos dias de distribuição das vagas. Os aprovados devem se apresentar nos dias 4 e 11 de setembro à Prefeitura.

Raggio informa que a lista de convocação deve ser respeitada. Ela está disponível no jornal Município de Sorocaba, que pode ser acessado pelo site http://www.prefeiturasorocaba.com.br/.

As contratações fazem parte do plano de transformar as UBSs em Centros Integrados de Atenção.

Os 142 profissionais convocados são para os cargos de clínico geral (58 médicos); ginecologista (13 médicos); pediatra (6 médicos); plantonista pediatra (2 médicos) e clínico geral plantonista (63 médicos).

A jornada mínima será de 75 horas mensais, com ganhos que vão de R$ 4.507 a R$ 11.447,65. O valor mais alto será recebido por aqueles que optarem pelo programa Médico da Família.

Os contratados como clínicos gerais ainda poderão atuar dentro de suas especialidades nas UBSs, reforçando assim, a ideia de fortalecer os atendimentos nessas unidades.

Pelo menos 15 das 31 UBSs da cidade devem ser transformadas em Centros Integrados de Atenção até o final do ano.

Com isso, cada unidade deve receber um eletrocardiógrafo, aparelho para raio X odontológico e o chamado carrinho de parada, que leva equipamentos para intubação, desfibrilador, cilindro de oxigênio e medicamentos emergenciais.

A promessa de Raggio é que até o final do mandato do prefeito Antonio Carlos Pannunzio (PSDB), todas as Unidades Básicas de Saúde tenham sido adaptadas para centros integrados.

Novas UBSs: Parte do plano do governo atual, a ampliação da rede de UBSs deve começar esse ano. Raggio informa que até o final de 2016 seis novas unidades devem ser construídas na cidade. Segundo ele, pelo menos três serão para atender bairros ainda não contemplados com unidades básicas de saúde.

“Ainda temos que conversar com o Conselho Municipal de Saúde e procurar terrenos, ainda não temos condições de adiantar mais nada”, argumentou o secretário.

As outras três unidades, continua Raggio, serão para substituir unidades já existentes ou ainda permitir a ampliação de outras. Entre os exemplos de UBSs que serão ampliadas, o secretário cita os bairros de Brigadeiro Tobias e Aparecidinha.

“Às vezes fica mais barato construir um prédio novo do que reformar e adaptar as já existentes”, comentou o secretário sem entrar em detalhes sobre os valores. Ele adianta, porém, que as obras devem contar com recursos vindos do Ministério da Saúde, com contrapartida por parte do Município.

Fonte: Notícia publicada na edição de 31/08/13 do Jornal Cruzeiro do Sul, na página 7 do caderno A