Tags

Dois projetos desenvolvidos pela Secretarias da Educação (Sedu) e um da Secretaria da Cultura e Lazer (Secult) representam Sorocaba no 1º Encontro de Cidades Educadoras da América Latina – “El rol de las ciudades para la Inclusión Social”, que acontece entre os dias 3 e 5 de setembro, na cidade de Rosário, na Argentina.

“Roteiro Educador”, “Viva o Centro” e “Classes Hospitalares” serão apresentados como experiências de sucesso no município. O primeiro, da Sedu, se traduz numa aula sobre a cidade, seus monumentos e personagens que construíram a sua história e, hoje, atende a cerca de 15 mil estudantes de 6 a 16 anos.

A cidade foi mapeada e indica 40 espaços educadores, devidamente sinalizados, e por onde os alunos circulam conhecendo mais da herança cultural do município. Trata-se de uma verdadeira viagem pela história sorocabana que, posteriormente, é recontada em trabalhos desenvolvidos dentro das escolas.

Já o “Classes Hospitalares”, além de sua característica educacional, apresenta uma intensa carga humanística. Iniciado neste ano, o projeto acontece dentro do Hospital do Câncer Infantil de Sorocaba (Gpaci), onde professoras atendem cerca de 90 crianças e adolescentes de Sorocaba e região.

O mais novo dos projetos, o “Viva o Centro”, tem pouco mais de 4 meses vida e sua principal característica é a ocupação das áreas públicas pelo cidadão.

Por trás da ideia, há a valorização da identidade cultural sorocabana em contraponto ao empoderamento da área central, a retomada dos espaços de convivência comunitária, de forma organizada.

O “Viva o Centro” é embrionário da criação de um novo eixo cultural, e no qual a Cultura é fator decisivo de identidade e desenvolvimento social da cidade.

Rede Brasileira: Coordenadora da Rede Territorial Brasileira de Cidades Educadoras, Sorocaba ainda participa, simultaneamente, do 2º encontro que reúne os 15 representantes brasileiros membros da Asociación International de Ciudades Educadoras (Aice).

Fonte: Agência Sorocaba de Notícias

Anúncios