Tags

,

O prefeito Antonio Carlos Pannunzio esteve na manhã desta sexta-feira (30), nas obras do Residencial Jardim Carandá, um conjunto de 2.560 unidades habitacionais, destinadas a famílias cadastradas no programa habitacional da Prefeitura.

Na visita, o prefeito verificou o andamento das obras, e averiguou se está dentro do cronograma, que prevê a entrega para outubro de 2014. O prefeito constatou a agilidade com que os prédios estão sendo erguidos. Serão, ao todo, 160 torres.

Ainda durante a vistoria, dois pontos foram apontados como fundamentais para o desenvolvimento da obra. Um deles é a preservação ambiental, que no caso do residencial, foram mantidas as principais árvores, sendo compensadas em mudas a serem plantadas na região do Jardim Santa Marina, localizado na Zona Norte da cidade.

Além da questão ambiental, outro fator que o prefeito apontou como sendo fantástico, é a criação de 1.000 empregos diretos e indiretos até dezembro e a maioria diretamente do Posto de Atendimento ao Trabalhador (PAT).

“É uma coisa impressionante o que uma obra deste tamanho pode proporcionar para o sorocabano. Mais de 90% da geração de empregos da obra são retirados do PAT. Depois disso, a gente se preocupa com a parte ambiental.

As futuras moradias dessas mais de 2.500 famílias terá valorizada a arborização, compensação de árvores e sem esquecer da qualidade de vida. Agora é só aguardar um pouco mais de um ano, pra gente ver o resultado”, afirmou Pannunzio.

As obras do Residencial Carandá, localizado no bairro Caguaçu, começaram no mês de abril deste ano. O projeto habitacional, que deve beneficiar mais de 10 mil sorocabanos, conta com recursos de R$ 226,304 milhões do programa habitacional federal “Minha Casa Minha Vida” e do Governo do Estado de São Paulo, “Casa Paulista”.

A Prefeitura de Sorocaba cuida de toda a infraestrutura nas áreas da educação, saúde, segurança, transporte, cultura e lazer e também irá selecionar as famílias, que serão beneficiadas.

O conjunto habitacional terá 2.560 apartamentos de 47 metros quadrados, sendo 160 blocos com 4 pavimentos, ou seja, 16 unidades por bloco, construídos numa área de 250 mil metros quadrados. As unidades serão destinadas às famílias com renda de até R$ 1,6 mil por mês. Elas serão selecionadas, na sua maioria, por meio dos cadastros no programa municipal “Nossa Casa”. A análise financeira será feita pelo Banco do Brasil. O prazo para pagamento é de 120 meses e as parcelas serão na faixa de R$ 100 por família.

Fonte: Agência Sorocaba de Notícias