Tags

,

A Secretaria Municipal de Saúde – SES através de políticas públicas trabalha na melhoria da qualidade de vida da população. Além das ações de fomento de posturas saudáveis, a Secretaria está trabalhando para melhorar a gestão dos seus serviços, ampliar o acesso e melhorar a qualidade do atendimento.

Nesta linha de trabalho a cidade foi dividida em três regionais de saúde – Leste, Norte e Oeste. Cada regional passará a desenvolver, junto com os gestores dos equipamentos sociais presentes no seu território, políticas públicas para melhoria da qualidade, ampliação do acesso e inclusão social.

Principais Programas: Fortalecimento da Atenção Primária à Saúde; Reestruturação da Rede de Atenção hospitalar e serviços especializados através da contratualização.

A comunidade será uma grande parceira neste processo. O objetivo é fazer sinergia entre os serviços de saúde e convidar a educação, cidadania, meio ambiente e outros afins para juntos focarem as necessidades da população.

Outra política pública que visa a integração e a gestão é a implantação de um sistema integrado de informações que vai, além dos avanços na gestão, melhorar o atendimento do cidadão com prontuário eletrônico integrado.

As regionais de saúde estão iniciando a construção de uma rede de atenção primária em saúde que envolve a atenção básica, urgência e emergência e as especialidades mais comuns.

O objetivo é que cada regional tenha um serviço de especialidades próximo da sua população para atender as demandas mais prevalentes.

Prioriza-se também a adequação dos quadros de funcionários, principalmente na área médica.

Todos os funcionários serão valorizados e treinados a medida das suas necessidades. Em relação à saúde mental, o município iniciou um processo de desospitalização com o fechamento de leitos de psiquiatria, ampliação do número de CAPS e residências terapêuticas.

Em relação à oferta de serviços será ampliado o processo de contratualização dos prestadores SUS, o que deverá aumentar a oferta e a qualidade dos serviços de saúde oferecidos ao cidadão.

Espera- se com isso reduzir a necessidade de leitos hospitalares na cidade. A rede de atenção básica também será ampliada, aumentando a rede de atendimento do programa de Saúde da Família.

  • Programa: Fortalecimento da Atenção Primária à Saúde

Objetivos: Aprimorar a infraestrutura, serviços e gestão da rede de Atenção Primária à Saúde e as suas políticas de prevenção e participação comunitária.

Justificativa: Ampliação do acesso aos serviços de saúde e melhoria da qualidade dos mesmos.

Ações: Ações de Assistência – Urgência e Emergência Fixa; Ações de Assistência – Urgência e Emergência Móvel; Ações de Assistência à Atenção Básica; Ações de Assistência à Atenção Domiciliar; Ações de Assistência à Saúde – Apoio Diagnóstico; Ações de Assistência à Saúde – Especialidades; Ações de Assistência à Saúde – Regulação; Ações de Assistência à Saúde da Família; Ações de Assistência à Saúde Mental; Ações de Assistência à Saúde Odontológica; Ações de Assistência farmacêutica; Ações de Participação e Controle Social; Ações de Saúde do Trabalhador; Ações de Vigilância em Saúde; Auditoria e Controle; Centro de Controle de Zoonoses; Modernização e Manutenção da Gestão (Administração / Frotas / Informática); Ouvidoria da Saúde; Residência Médica e Multiprofissional / NEP.

  • Programa: Reestruturação da Rede de Atenção hospitalar e serviços especializados através da contratualização.

Objetivos: Ampliar a Rede de Atenção hospitalar e a oferta de serviços especializados por meio da contratualização.

Justificativa: Necessidade de ampliação da oferta de serviços hospitalares para atendimento da demanda. Melhorar indicadores quanti-qualitativos da assistência.

Ações: Apoio a Entidades Privadas e Filantrópicas; Contratualização dos Serviços e de apoio ao Diagnóstico; Contratualização da Rede Hospitalar; Novo Hospital Público; Contratualização CAPS; Contratualização Residência Terapêutica.

Anúncios