Tags

,

A Assembleia Legislativa acolheu o pedido para analisar a possibilidade de cassação do vice-governador Guilherme Afif Domingos do governo do Estado de São Paulo. O pedido será agora analisado pela Comissão de Constituição e Justiça que é presidida pela deputada Maria Lúcia Amary (PSDB).

Em nota, a deputada esclarece que aguarda receber oficialmente o parecer da procuradoria da Assembleia Legislativa do Estado, encaminhado pela presidência da Assembleia, para tomar providências. “Pelo fato de tratar-se de uma situação inédita na Assembleia sem qualquer precedente, provavelmente convocarei uma sessão extraordinária. Nesta sessão é que serão deliberados sobre os procedimentos sequenciais”, diz trecho de nota.

A decisão do presidente da Assembleia Samuel Moreira (PSDB) foi publicada na edição desta sexta-feira (18) do Diário Oficial do Estado de São Paulo. Este posicionamento foi motivado pela solicitação do deputado estadual Carlos Giannazi (PSOL) que protocolou no dia 9 de maio um pedido de cassação do mandato do vice-governador. O deputado alega que Afif não pode ocupar simultaneamente o cargo de vice no governo paulista e de ministro da  Secretaria da Micro e Pequena Empresa no governo federal.

Segundo o deputado do PSOL, Afif “agiu de modo incompatível com a dignidade, a honra e o decoro” do cargo de vice-governador e “ao dar causa a evidente conflito entre os interesses” ao participar, ao mesmo tempo, dos governos estadual e federal.

Na semana passada, Afif declarou durante entrevista coletiva que só deixaria o cargo de vice-governador se houvesse uma decisão judicial para isso. Em relação a ocupar cargos nos governos do PSDB e do PT, que são adversários em âmbito nacional, o vice-governador disse que não vê conflito, pois “não serve a dois senhores, mas sim a uma causa”.

Fonte: Jornal Ipanema

Anúncios