Tags

Em nome do esporte amador de Sorocaba, o coordenador técnico da Liga Sorocabana de Boxe, Vladimir de Godoi, porta-voz da comissão de treinadores, utilizou a Tribuna Popular da Câmara durante a sessão ordinária desta terça-feira, 19, para pedir atenção e respeito do poder público.

O representante afirmou que as manchetes de jornais apontando “escândalo no esporte”, referente a possíveis irregularidades na prestação de contas causaram indignação na categoria. Segundo Godoi, a situação maculou a imagem das ligas junto a patrocinadores, atletas e pais de atletas. “Não fomos notificados até o momento. Queremos ser escutados, dizer o que temos a dizer, por isso estamos indignados”, disse.

Após denúncia de irregularidades no repasse de verbas públicas a entidades através do Fundo de Amparo ao Esporte Amador de Sorocaba (Fadas), o repasse desse ano foi suspenso pela prefeitura.

Diante a alegação de ilegalidade nas transferências para algumas ligas, o prefeito determinou uma avaliação minuciosa com abertura de sindicância pela Secretaria de Negócios Jurídicos que deverá ser concluída em dez dias.

Propostas: O porta-voz da comissão de treinadores entregou aos vereadores um abaixo-assinado com 2100 assinaturas pedindo a volta do repasse.

No início da sessão, a Câmara aprovou requerimento do vereador Fernando Dini (PMDB) que cria uma Comissão Especial para acompanhamento da investigação, formada pelo autor e pelos vereadores Tonão Silvano (PMDB), Pastor Apolo (PSB), Izídio de Brito (PT) e Saulo do Afro Arts (PRP).

O líder do Governo, vereador Paulo Mendes (PSDB), afirmou que solicitou agilidade na análise da documentação lembrando ainda que existe uma cláusula de flexibilização para não engessar as entidades quanto à prestação de contas.

Em seguida o vereador José Crespo (DEM) sugeriu proposta, já encaminhada pelo parlamentar em 2009, de criação da Fundação Municipal de Esporte, a exemplo do que foi feito com a Cultura no Município. Para o parlamentar, seria a “solução definitiva”.

Para o presidente da Casa, José Francisco Martinez (PSDB), “está havendo um equívoco e as ligas estão pagando por isso”.

Já o vereador Dini ressaltou que o prazo estipulado pelo Executivo poderá inviabilizar a participação de algumas categorias nos campeonatos desse ano. “O handebol feminino e masculino tem até quinta-feira para inscrição na liga. Sem a verba, eles não conseguem se inscrever”, afirmou o vereador.

Diante da situação, o vereador Tonão Silvano, militante do esporte no município requereu uma reunião entre as partes para hoje ou amanhã. “Nós gostaríamos que fosse marcada uma reunião urgente entre o secretário de Esportes e as ligas para definir se a verba será repassada ou não, senão vai acabar o esporte em nossa cidade”, argumentou Tonão.

Fonte: Site da Câmara Municipal de Sorocaba

Anúncios