Tags

, ,

Em seu primeiro mandato, o vereador Emílio Souza de Oliveira, mais conhecido como Ruby, foi eleito pelo PMN (Partido da Mobilização Nacional), nas eleições de 2008, com 3.377 votos.

No início de outubro de 2011, o vereador Emílio Ruby trocou de partido, indo para o PSC (Partido Social Cristão).

Não foi reeleito em 2012, teve 869 votos.

O vereador gastou do orçamento legislativo a quantia de R$ 73.814,31 na apresentação de 193 (cento e noventa e três) proposições, sendo aprovadas 20 (vinte) proposições durante o seu mandato de 2009 até 2012.

Lembramos que, por decisão judicial, motivada por investigação do Ministério Público, o vereador Emilio Ruby teve seu mandato suspenso temporariamente desde Julho até Dezembro de 2012.

Gastos de Gabinete do vereador de 2009 / 2012

Gastos de Gabinete do vereador de 2009 / 2012

Proposições do vereador entre os anos de 2009 – 2012

Proposições do vereador entre os anos de 2009 – 2012

Abaixo descriminamos todos os gastos e produção legislativa de 2009 / 2012:

Líder comunitário há mais de vinte anos, reside no Jardim Débora, região da Vila Helena e Lopes de Oliveira, onde chegou em 1977, vindo de Andira, a sua cidade natal, no Paraná. Cresceu entre oito irmãos (sete homens e uma mulher ) e trabalhou desde criança.

Foi engraxate, catador de material reciclável, operário da construção civil e da indústria, entregador de jornal e balconista, até alcançar seu sonho profissional: tornar-se músico.

Formou, então, a dupla Diamante & Ruby e passou a cantar músicas sertanejas em shows que se realizavam em Sorocaba e região. Também foi apresentador de programas sertanejos no rádio. E junto a todas essas atividades desenvolveu suas lutas comunitárias.

Ingresso na política: Foi assim que Ruby granjeou o reconhecimento popular, em 2008 foi eleito vereador, obtendo 3.377 votos, pelo partido PMN (Partido da Mobilização Nacional).

No início de outubro de 2011, o vereador Emílio Ruby filiou-se ao PSC (Partido Social Cristão).

Na legislatura de 2012, fez parte da Comissão de Cidadania e Direitos Humanos, e pela segunda vez, foi eleito presidente da Comissão de Cidadania e Direitos Humanos do Poder Legislativo Sorocabano.

Não teve declarado nenhum valor como seus bens em 2012.

Durante o seu mandato de 2009 até 2012, o vereador gastou o valor de R$ 73.814,31 de despesas de gabinete.

As Despesas de Gabinete de cada vereador são formadas por quatro quesitos: Xerox (Aluguel de Máquina Repográfica), Combustível, Materiais de Escritórios e Postagens (Selos para correspondência), conforme aResolução n.º 304, de 17 de Junho de 2005 e Resolução n.º 312, de 05 de Dezembro de 2006.

Lembramos que, por decisão judicial, motivada por investigação do Ministério Público, o vereador Emilio Ruby teve seu mandato suspenso temporariamente desde Julho até Dezembro de 2012, sendo não computados os gastos de gabinete neste período, com exceção  com Xerox, devido a máquina ser alugada por um período anual.

As Despesas de Gabinete do vereador em Sorocaba, no ano de 2009 foi de R$ 13.715,22, em 2010 foi de R$ 23.398,48, em 2011 foi de R$ 22.837,87, em 2012 foi de R$ 13.862,74, totalizando os gastos do seu mandato (2009/2012) no valor de R$ 73.814,31.

Sendo gasto em seu mandato, o valor de R$ 8.662,72 em Xerox; R$ 13.184,04 em Combustível; R$ 42.186,70 em Materiais de Escritórios; e R$ 9.780,85 em Selos, durante o seu mandato de 2009 / 2012.

Total dos Gastos de Gabinete do Vereador no mandato de 2009 / 2012

Total dos Gastos de Gabinete do Vereador no mandato de 2009 / 2012

No quesito Gastos com o aluguel de Máquina Repográfica (Xérox), o vereador gastou no ano de 2009 foi de R$ 2.213,28, em 2010 foi de R$ 2.213,28, em 2011 foi de R$ 2.554,12, em 2012 foi de R$ 1.682,04, totalizando os gastos do seu mandato (2009/2012) no valor de R$ 8.662,72.

Total dos Gastos de Xerox no Gabinete do Vereador no mandato de 2009 / 2012

Total dos Gastos de Xerox no Gabinete do Vereador no mandato de 2009 / 2012

No quesito Gastos de Combustíveis”, o vereador gastou no ano de 2009foi de R$ 4.366,65, em 2010 foi de R$ 4.447,64, em 2011 foi de R$ 3.027,11, em 2012 foi de R$ 1.342,64, totalizando os gastos do seu mandato (2009/2012) no valor de R$ 13.184,04.

Foi o vereador que mais gastou no mês de Janeiro de 2009, neste quesito, com R$ 351,18.

Total dos Gastos de Combustíveis no Gabinete do Vereador no mandato de 2009 / 2012

Total dos Gastos de Combustíveis no Gabinete do Vereador no mandato de 2009 / 2012

No quesito Gastos com Materiais de Escritórios”, o vereador gastou no ano de 2009 foi de R$ 6.989,19, em 2010 foi de R$ 14.090,26, em 2011 foi de R$ 13.742,69, em 2012 foi de R$ 7.364,56totalizando os gastos do seu mandato (2009/2012) no valor de R$ 42.186,70.

Foi o vereador que mais gastou nos meses de Janeiro (R$ 952,71) e Agosto (R$ 1.120,24) de 2009; em Fevereiro (R$ 2.110,56), Março (R$ 1.254,59), Junho (R$ 1.046,87), Julho (R$ 1.504,80), Agosto (R$ 1.304,68) e Novembro (R$ 1.565,92) de 2010; em Março (R$ 1.673,58), Abril (R$ 2.065,66), Setembro (R$ 2.728,26) e Outubro (R$ 1.587,26) de 2011; em Abril (R$ 1.337,30) de 2012, neste quesito.

Total dos Gastos de Escritórios no Gabinete do Vereador no mandato de 2009 / 2012

Total dos Gastos de Escritórios no Gabinete do Vereador no mandato de 2009 / 2012

No quesito Gastos com Selos para Correspondência (Postagens)”, o vereador gastou no ano de 2009 foi de R$ 146,10, em 2010 foi de R$ 2.647,30, em 2011 foi de R$ 3.513,95, em 2012 foi de R$ 3.473,50, totalizando os gastos do seu mandato (2009/2012) no valor de R$ 9.780,85.

Foi o vereador que menos gastou nos meses de Janeiro, Junho, Agosto, Outubro de 2009; e em Junho de 2010, neste quesito, com R$ 0,00.

Total dos Gastos de Postagens no Gabinete do Vereador no mandato de 2009 / 2012

Total dos Gastos de Postagens no Gabinete do Vereador no mandato de 2009 / 2012

Já a sua produção legislativa durante o seu mandato (2009 / 2012), foram apresentados 193 proposições, sendo 6 proposições em 2009, 16 proposições em 2010, 14 proposições em 2011 e 157 proposições em 2012.

Proposições apresentadas durante o mandato (2009/2012) do vereador

Proposições apresentadas e das aprovadas durante o mandato (2009/2012) do vereador

O vereador apresentou 193 (cento e noventa e três) proposições, sendo que foram aprovadas 20 (vinte) proposições durante o seu mandato:

Proposições apresentadas durante o mandato (2009/2012) do vereador

Proposições apresentadas durante o mandato (2009/2012) do vereador

Em 2009, foram apresentados 1 (um) Projeto de Decreto Legislativo, 5 (cinco) Projetos de Lei Ordinária, sendo aprovados 1 (um) Projeto de Decreto Legislativo e 2 (dois) Projetos de Lei Ordinária. Sendo que 2 (dois) Projetos de Lei foram Arquivados.

Proposições apresentadas durante o mandato 2009 do vereador

Proposições apresentadas durante o mandato 2009 do vereador

Em 2010, foram apresentados 3 (três) Projetos de Decreto Legislativo, 12 (doze) Projetos de Lei Ordinária, e 1 (um) Projetos de Resolução, sendo aprovados 2 (dois) Projeto de Decreto Legislativo e 4 (quatro) Projetos de Lei Ordinária. Sendo que foram arquivados 1 (um) Projeto de Decreto legislativo e 3 (três) Projetos de Lei. Além de  2 (dois) Projetos de Lei que foram Vetados, e 3 (três) Projetos de Lei que estão Tramitando.

Proposições apresentadas durante o mandato 2010 do vereador

Proposições apresentadas durante o mandato 2010 do vereador

Em 2011, foram apresentados 4 (quatro) Projeto de Decreto Legislativo, e 10 (dez) Projetos de Lei Ordinária, sendo aprovados 4 (quatro) Projeto de Decreto Legislativo e 6 (seis) Projetos de Lei Ordinária. Sendo que 4 (quatro) Projetos de Lei estam Tramitando.

Proposições apresentadas durante o mandato 2011 do vereador

Proposições apresentadas durante o mandato 2011 do vereador

Em 2012, foram apresentados 3 Projetos de Lei Ordinária99 Requerimentos e 55 Indicações, sendo aprovados 1 (um) Projeto de Lei Ordinária. Sendo que 1 (um) Projeto de Lei está Tramitando e outro foi Arquivado.

Proposições apresentadas durante o mandato 2012 do vereador

Proposições apresentadas durante o mandato 2012 do vereador

Veja as Proposições apresentadas em 2012: https://nave.wordpress.com/2012/09/17/fiscalize-o-seu-vereador-emilio-ruby-e-sua-producao-legislativa/;

Veja as Proposições aprovadas em 2012: https://nave.wordpress.com/2012/09/17/fiscalize-o-seu-vereador-emilio-ruby-e-sua-producao-legislativa-aprovada/;

Polêmicas: Em 27/09/2009: Ruby é detido pela polícia acusado de dirigir embriagado, tirar racha e dar a famosa “carteirada”. Em 18/12/2009, a Câmara de Sorocaba arquiva a acusação de quebra de decoro e Ruby escapa de uma possível cassação de mandato.

Em 2010 votou a favor do aumentou do próprio salário em mais de 90 %, que passaria de R$ 7.800 (sete mil e oitocentos reais) para R$15.000 (quinze mil reais), a partir de 2013, revogado em sessão extraórdinária em 04/01/2011. Em 03/05/2010: Ruby presidi audiência pública onde é feito sorteio de cesta básica, corte de cabelo e limpeza de pele.  Em 08/06/2010: Vereador leva advertência verbal pelo sorteio e, outra vez, se livra de ter o mandato cassado. Em 11/06/2010: A Justiça de Sorocaba proíbe Ruby de frequentar bares, danceterias e boates por dois anos para não responder processo criminal por dirigir embriagado. Para recuperar a Carteira Nacional de Habilitação faz curso de reciclagem da autoescola.

Em 2011 votou a favor da criação do sexto cargo de assessor, que custou quase R$ 1 milhão a mais por ano do orçamento municipal. Em 12/07/2011: O Ministério Público envia ofício para que a Câmara apure, por meio da Comissão de Ética, o fato de o parlamentar ser acusado de ter recebido dinheiro da prefeitura para cantar na festa junina da cidade em 11/06/2011. Em 25/08/2011: O vereador é expulso do partido PMN devido sucessão de fatos irregulares praticados pelo vereador, denegrindo a imagem do partido. Em 14/10/2011: Por sete votos pelo arquivamento e apenas um contrário, Ruby tem o processo arquivado. Pela terceira vez não é aberto processo de cassação. Em 15/11/2011: Ministério Público apura possível irregularidade no uso do carro oficial. Uma determinação no Regimento Interno colocava que era preciso autorização da Mesa Diretora da Câmara para o uso do veículo. Ruby não teria feito a solicitação.

Em 20/06/2012: Justiça concede ao Ministério Público mandado de busca e apreensão no gabinete do vereador Ruby, onde foram levados computadores e a máquina copiadora utilizada pelos assessores e vereador.  Em 06/07/2012: Por decisão judicial, motivada por investigação do Ministério Público, o vereador Emilio Ruby teve seu mandato suspenso até o seu término em Dezembro de 2012.

Recebeu um salário mensal de R$ 8.886,71 (Oito mil e oitocentos e oitenta e seis reais e setenta e um centavos) e teve seis assessores. Um é o chefe de gabinete que recebe R$ 4.488,13 (R$ 3.205,81 de salário base + R$ 1.282,32 de 40%  de gratificação) e os outros são assistentes parlamentares com remuneração de R$ 3.590,50 (R$ 2.564,64 de salário base + R$ 1.025,86 de 40%  de gratificação) por mês.

Possui site: http://www.emilioruby.blogspot.com.brTwitter:http://twitter.com/emilioruby, e Facebook:http://www.facebook.com/vereadorruby.

Fonte: Site da Câmara Municipal de Sorocaba