Tags

, ,

As obras do reservatório de detenção de cheias do Córrego da Água Vermelha, que se constituirão na implantação de duas bacias de contenção, estão sendo questionadas pelo vereador Izídio de Brito (PT), através de requerimento protocolado nesta sexta-feira (30).

O Serviço Autônomo de Água e Esgoto de Sorocaba (Saae) busca com a obra, que fica nos cruzamentos entre a Avenida Washington Luiz com a Bento Mascarenhas Jequitinhonha, a eliminação de pontos de alagamentos em períodos de fortes chuvas.

Toda a areia retirada do local está sendo depositada no outro lado da Avenida Bento Mascarenhas Jequitinhonha, às margens do Córrego da Água Vermelha, junto com uma grande quantidade de entulho e lixo.

“Acontece que a área, que é declarada de proteção ambiental, está sendo prejudicada, já que com as últimas chuvas, todo o material está sendo levado para dentro do córrego”, explica o vereador, que possui fotos e vídeo das irregularidades.

Izídio ressalta que o investimento feito na obra é de R$ 6.665.105,76 e que o projeto deveria prever locais para depósito e/ou descarte de materiais da obra, de modo que não prejudique o meio ambiente.

Questionamentos: Entre suas perguntas presentes no documento, o petista questiona a prefeitura quanto ao conhecimento da maneira irregular da obra segundo as leis ambientais e quais secretarias e órgãos estão as acompanhando.

“Também queremos saber se a secretaria do Meio Ambiente conhece as condições em que se encontra esta nascente atualmente e se órgãos ambientais foram consultados sobre a realização da obra, junto de seus respectivos pareceres”, explica Izídio.

Cetesb e Daae: Ainda na manhã desta sexta-feira, o vereador Izídio protocolou ofício na Companhia Tecnologia e Saneamento Ambiental (Cetesb) e no Departamento Águas e Energia Elétrica (Daee), levando informações sobre o ocorrido nas margens dos Córrego da Água Vermelha.

Junto do documento, o petista entregou vídeo e fotos comprobatórias das irregularidades e solicitou uma posição dos respectivos órgãos.

Após tomar conhecimento do problema ambiental, o deputado estadual Hamilton Pereira (PT) também se comprometeu em solicitar informações aos órgãos estaduais já no início da próxima semana.

Fonte: Site da Câmara Municipal de Sorocaba