Tags

Marinho Marte (PPS), Geraldo Reis (PV), Rozendo Oliveira (PV), José Crespo (DEM), Ditão Oleriano (PMN), Cláudio do Sorocaba 1 (PR) e Anselmo Neto (PP) compõe a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), que irá investigar a morte de 30 cães, entre eles 26 filhotes, na Seção de Controle de Zoonoses de Sorocaba, denunciada por ONGs este mês.

O fato repercutiu de maneira negativa, através da imprensa, em vários lugares do mundo. Diante da polêmica, Marinho Marte elaborou um requerimento propondo a CPI e conseguiu a adesão de um terço do colegiado, como prevê o Regimento Interno do Legislativo, para que as circunstâncias em que os animais foram mortos sejam apuradas.

“O que vimos nas páginas dos jornais e também nas redes sociais foi uma verdadeira matança, que causou indignação na sociedade sorocabana. A alegação de que os animais estavam doentes, com cinomose, não serve de desculpa”, afirma o vereador, que observa ainda que a prática da eutanásia em animais, mesmo que justificável do ponto de vista médico-veterinário, exige um procedimento cauteloso.

A preocupação do parlamentar é que o ocorrido não seja um fato isolado, mas resultante de uma prática costumeira de maus-tratos de animais domésticos no setor de Zoonoses, como denunciam organizações não governamentais. Durante a primeira reunião a Comissão irá definir o presidente e o relator, bem como as diretrizes dos trabalhos a serem realizados pelo grupo de vereadores.

Fonte: Site da Câmara Municipal de Sorocaba

Anúncios