Tags

, ,

A arbitragem dos jogos de futebol de campo em Sorocaba foi tema de reunião realizada na Secretaria Municipal de Esportes na manhã desta quarta-feira, 25. Participaram da discussão o vereador Izídio de Brito (PT), o secretário Claudio Eduardo Bacci e o diretor da Associação Sorocabana de Árbitros (ASA) e da Liga Sorocabana de Futsal (Lisofus), Eliseu Sentelhas.

O pedido da reunião foi feito pelo parlamentar petista após receber reclamações de profissionais da área quanto às arbitragens de jogos de futebol de campo serem feitas por árbitros da capital. Segundo eles, desde outubro, a arbitragem é feita pela Associação de Árbitros da Grande São Paulo (AAGSP), empresa vencedora de licitação feita pela Prefeitura.

O vereador Izídio questionou o secretário quanto à origem e necessidade de uma licitação para esse tipo de prestação de serviços. “Todos nós sabemos que há a possibilidade da realização de convênios, como sempre foi feito com entidades da cidade, valorizando assim os profissionais de Sorocaba e região. Então, por que tal mudança?”, protestou o petista.

Na oportunidade, o diretor da ASA afirmou que a associação entrou na licitação, porém desistiu quando o valor oferecido pelas outras duas empresas concorrentes se tornou inviável. “O valor pago é muito baixo, principalmente para uma empresa que terá que arcar não só com o pagamento dos profissionais, mas também com transporte e estadia, como ficou definido. Espero que Sorocaba não venha a sofrer uma crise como já aconteceu em outras cidades, prejudicando com isso os campeonatos”, alertou Sentelhas.

Segundo Bacci, a orientação para abrir a licitação partiu da Secretaria Municipal de Administração. O secretário também reconheceu que o valor de repasse é baixo, mas acredita que os campeonatos não serão prejudicados por isso. O contrato com a AAGSP é de um ano e termina em outubro.

Nos próximos dias o vereador Izídio irá protocolar requerimento solicitando cópia de todos os documentos e contratos que envolvem a licitação e um posicionamento do prefeito Vitor Lippi quanto à necessidade de tal procedimento.

“Da região, Sorocaba é a única cidade que contrata a empresa por licitação para esse tipo de prestação de serviço. Esperamos que a prefeitura apresente um ótimo motivo para prejudicar tantas equipes de arbitragem, que, muitas vezes, dependiam desse trabalho como única fonte de renda ou complementar”, enfatiza Izídio.

Fonte: Assessoria de Imprensa do vereador

Anúncios